EDIÇÃO DIGITAL

Domingo

9 de Agosto de 2020

Santos encara a Ponte Preta no primeiro jogo decisivo sob o comando de Jesualdo Ferreira

Peixe precisa vencer a Macaca para avançar às semifinais e seguir na briga pelo título do Paulistão

O técnico Jesualdo Ferreira tem a primeira decisão no comando do Santos. Hoje, às 21h30, na Vila Belmiro, o Peixe recebe a Ponte Preta pelas quartas de final do Estadual, e quem vencer estará nas semifinais. Para o duelo, o treinador português não poderá contar com os atacantes Uribe, suspenso, e Raniel, machucado, além, é claro, de Everson e Eduardo Sasha, que buscam a rescisão contratual na Justiça.

Em compensação, o meia Carlos Sánchez, que cumpriu suspensão na derrota para o Novorizontino, por 3 a 2, na última rodada, tem presença garantida.

A vitória diante da Macaca, além de manter a busca pelo título viva, é importante para acalmar a torcida, que desde a semana passada tem feito protestos contra o presidente José Carlos Peres, devido à delicada situação financeira em que se encontra o clube. 

A classificação, de quebra, passaria mais confiança aos torcedores em relação ao trabalho de Jesualdo. O Peixe não fez uma boa campanha na primeira fase do Estadual. A liderança do Grupo A representou apenas a 9ª colocação da classificação geral. 

Além disso, sob o comando de Jesualdo o Santos ainda não apresentou um futebol vistoso na temporada. Dos 12 jogos disputados no Paulistão, o Peixe venceu quatro, empatou quatro e foi derrotado em outras quatro oportunidades. Ao todo, foram 13 gols marcados e 12 sofridos. Pouco para quem terminou 2019 jogando muito bem e como vice-campeão brasileiro.

Em evolução

A primeira decisão do português à frente do Santos será diante de uma Ponte Preta que dá sinais de melhora nas últimas rodadas. Antes da parada da competição por conta da pandemia do novo coronavírus, a Macaca brigava na parte de baixo da tabela e contra o rebaixamento. 

Contudo, no retorno do campeonato, o time de Campinas venceu o Novorizontino e o Mirassol e carimbou a sua passagem às quartas de final. 

No duelo desta noite, o técnico João Brigatti não poderá contar com o zagueiro Cléber Reis, que além de estar vetado por contrato de enfrentar o Santos em razão do empréstimo, está machucado. O defensor é pivô do imbróglio entre o Peixe e o Hamburgo, da Alemanha, que fez a Fifa proibir o Alvinegro da Vila de fazer novas contratações.

Tudo sobre: