EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

21 de Agosto de 2019

Vereador sugere reduzir salários de funcionários comissionados da Câmara de Praia Grande

Rômulo Brasil apresentou requerimento onde fez solicitação para Mesa Diretora cortar, em 50%, os vencimentos dos cargos de livre provimento da Casa

Em uma sessão bastante agitada na Câmara de Praia Grande pelo fato de constar, na ordem do dia, o projeto de emenda à Lei Orgânica para reduzir o número de vereadores do Legistativo de 19 para 15, a partir da próxima legislatura, o público foi surpreendido com um requerimento apresentado pelo parlamentar Rômulo Brasil (PSD).

Nele, a solicitação para a Mesa Diretora foi de reduzir em 50% os salários dos cargos comissionados da Casa. Atualmente, os assessores legislativos e assessores parlamentares possuem os maiores salários da Câmara (R$ 23.315,50). Caso essa sugestão seja acatada pelo Legislativo, a remuneração dos ocupantes desses cargos comissionados cairá para R$ 11.657,75.

“Vejo alguns pares que falam em nova política, preocupados somente com o seu próprio bolso. Com essa indicação, poderemos apurar quem trata o momento em que vivemos com demagogia. O tratamento e uso do dinheiro público têm que ser tratados com responsabilidade”, destacou.

Durante a apresentação do requerimento, Brasil demonstrou bastante nervosismo e citou duas vezes que não aceitaria ameaças de ninguém. “Ontem (segunda-feira, 3) me ligaram me ameaçando. Sou muito macho para fazer o que bem entender”, frisou ele, que bateu na tribuna para manifestar sua indignação.

A maioria dos vereadores aprovou, em primeira discussão, a redução do número de cadeiras no Legislativo de 19 para 15, a partir de 2021. Com isso, a Casa deve ter uma economia anual de R$ 4,374 milhões.