EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

12 de Agosto de 2020

Projeto Guri aposta em atividades à distância para manter calendário

Até o fim do mês, programa pretende disponibilizar 12 mil lições

Em decorrência da pandemia por conta da covid-19, os polos de ensino do Projeto Guri seguem com as atividades suspensas por tempo indeterminado. Mas, com o intuito de dar continuidade ao calendário do semestre, a Sustenidos Organização Social de Cultura, responsável pela gestão do programa no Interior, Litoral paulista e polos da Fundação Casa, disponibilizou atividades educacionais e artísticas para serem realizadas à distância.

“Esperamos, com isso, manter o relacionamento com nossos alunos e, principalmente, estimulá-los a cultivar o contato com a música por meio de iniciativas variadas, abrangendo tanto questões técnicas, de leitura, de apreciação e de contextualização, como de composição contemplando, inclusive, aqueles que não têm instrumentos em casa”, afirma Claudia Freixedas, superintendente educacional da Sustenidos.

As atividades, que começaram a ser distribuídas no dia 13 de abril, são enviadas dentro do horário de aula de cada turma. A previsão é que os materiais sejam disponibilizados aos estudantes até o dia 24 de junho, totalizando sete semanas de estudos. Ao todo, 800 educadores estão incumbidos de sugerir propostas musicais que necessitem de dedicação de, pelo menos, 20 minutos para sua execução e que possam ter desdobramentos.

Em abril a previsão é de que 12 mil atividades sejam enviadas aos Guris.

Os profissionais também ficam à disposição das crianças e adolescentes, para esclarecimento de pequenas dúvidas e orientações, por meio de grupos criados no WhatsApp que contam, ainda, com a participação da coordenação do polo e um familiar de cada grupo. 

Além disso, foi sugerido para que os Guris desenvolvam relatórios diários com suas impressões, dúvidas e apontamentos para o volta às aulas.

Tudo sobre: