Pinacoteca de SP une artes visuais e música no #pinadecasa acústico

Projeto será lançado nas plataformas digitais este mês e envolve pessoas e instituições de várias áreas culturais

A Pinacoteca, Museu da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo, inova e lança mais uma iniciativa on-line. É o #pinadecasa acústico, um diálogo entre artes visuais e música. 

Para isso, cerca de 45 pessoas, entre artistas, curadoras, curadores, dirigentes de instituições culturais, jornalistas e funcionários do museu, foram convidadas a escolher uma obra favorita de arte brasileira e montar uma playlist inspirada nela que estará disponível no Spotify da Pina.
As obras serão postadas diariamente no instagram do Museu (@pinacotecasp), juntamente com o link para a lista das músicas.

Desde 16 de março, quando a Pinacoteca de São Paulo suspendeu temporariamente suas atividades presenciais, um novo projeto on-line de engajamento nas redes sociais foi lançado, o #pinadecasa. 

A partir disso, as ações foram intensificadas nas plataformas digitais (site, facebook, twitter, instagram, youtube e linkedin), apresentando conteúdos acessíveis sobre o acervo artístico do museu, lives com profissionais internos e convidados, tours virtuais, exposição virtual e conteúdo educativo.

Assim, passados quase 100 posts, 14 lives, e um público estimado de cerca de 300 mil pessoas alcançadas por essas iniciativas, o #pinadecasa parte para uma segunda fase de conteúdos, desta vez, de forma colaborativa.

Conectados

A Pinacoteca continua ativa em seus canais digitais com o #pinadecasa acústico, o tour virtual no site, distância: uma seleção de vídeos e filmes do acervo do Museu e conteúdos educativos.

Até o final de junho, no Instagram, Facebook e Twitter da Pina, uma obra da coleção do Museu foi sendo postada diariamente, acompanhada de curiosidades, dados históricos e explicações dos curadores. Nos stories, o espaço foi usado para rever exposições e compartilhar registro de visitas do público.

<CW12>As lives, que ocorreram todos os sábados no Instagram da Pina (@pinacotecasp), continuarão disponíveis no IGTV e no Youtube da instituição. E voltarão oportunamente para divulgar novas exposições e ações.

Depois de três meses...

Passados mais de três meses, o resultado de todas essas iniciativas nas redes sociais é excelente. Desde que a campanha foi criada em março, o Instagram da Pina ganhou mais de 26 mil seguidores. 

Nas outras redes, onde as postagens são redirecionadas, também houve crescimento. O Facebook registrou mais de 11 mil novos fãs e o Twitter mais de mil followers (seguidores). As lives já realizadas somaram mais de 76 mil visualizações.

Outro êxito são as visitas virtuais. A Pinacoteca de São Paulo possui dois tours virtuais, o Tour Virtual 3D, criado pela Startup iTeleport Vivências Virtuais, que está disponível no site do museu (www.pinacote ca.org.br). 

Os acessos a esta plataforma este ano já superam 86 mil. Este número é três vezes maior que a totalidade dos últimos dois anos (2019 e 2018), onde foram cerca de 24 mil visitas, uma média de mil por mês. Ainda pelo Google Arts and Culture (http://bit.ly/3aG3jFA), é possível visitar a coleção. Nesse período, a instituição fez algo inédito e inaugurou, em maio, a distância, uma seleção de vídeos e filmes do acervo da Pinacoteca. 

Trata-se da primeira exposição de vídeos e filmes pensada especialmente para os meios digitais. A ação reúne cinco trabalhos do acervo que poderão ser vistos até o dia 3 de agosto no site. A página já registra mais de 5 mil visualizações.

Ainda no site da Pinacoteca, o público pode assistir a um dos espetáculos mais queridos do PinaFamília, o PinaCanção - uma história cantada entre pinturas.

Em nível global, no Twitter, o Museu participou, de 11 a 17 de maio, do #museumweek com 22 posts e revisitou exposições, abordou projetos futuros, exemplificou como a tecnologia vem ajudando as instituições durante o confinamento social, prestou homenagens aos heróis nesta quarentena. Para isso, mostrou que a iluminação externa da Pina ficará na cor verde até o fim da pandemia, em referência aos profissionais de saúde. 

Em nível nacional, na semana seguinte, de 18 a 22 de maio, participou da Semana de Museus com posts e live no Facebook sobre igualdade, diversidade e inclusão, em referência ao tema do evento este ano, coordenado pelo Ibram (Instituto Brasileiro de Museus).

O Museu permanece promovendo conhecimento, debates, entretenimento e arte, auxiliando no confinamento social de quem está e pode ficar em casa. Todas as ações estão alinhadas com a iniciativa #culturaemcasa da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo.
 

Tudo sobre: