Jornalista se inspira em 'Gripezinha' para mini histórias

(Mini) Histórias de uma Gripezinha é o quarto livro do jornalista e psicólogo Marcus Vinicius Batista

Uma professora sobrecarregada pela vida on-line; o sujeito punido pelo condomínio por não usar máscara; o casal que se reapaixona no confinamento... Qualquer semelhança com a realidade não é mera coincidência nas histórias que compõem o livro (Mini) Histórias de uma Gripezinha, do jornalista e psicólogo santista Marcus Vinicius Batista.

O autor é mais um daqueles escritores que não pararam de produzir durante a pandemia. Ao contrário: Marcus se inspirou no dia a dia da pandemia para criar seus 70 contos que, depois de conquistarem os internautas por meio das publicações no Facebook, Instagram e WhatsApp, ganharam as páginas de um livro físico, que já está em pré-venda.

“A resposta dos leitores estimulou a publicação em livro. Foram 70 histórias ao longo da quarentena. O livro terá mais dez contos inéditos, com ilustrações do designer gráfico Kitty Yoshioka”, relata o autor, ao explicar que o nome da série surgiu da ironia em testemunhar muita gente negando ou negligenciando comportamentos na pandemia. 

O livro custa R$ 25,00 e está em pré-venda no site até o final do mês (Foto: Divulgação)

Paralelo a isso, Marcus afirma que sentia a necessidade de retomar seu caminho na ficção. Isto porque ele publicou, em 2018, o livro A Vida começa aos 140, uma experiência que começou no Twitter, migrou para o Facebook e acabou em livro. “Neste caso, havia o limite de texto, o exercício máximo da concisão. Não queria desta vez. Queria a liberdade ficcional e a experimentação da linguagem, mas sem a obsessão do tamanho-limite”.

Segundo explica, As Mini Histórias também o permitiram experimentar diversos gêneros e características: contos mais sociais, outros de fundo político, amorosos, melancólicos, flerte com histórias de realismo fantástico, meio rural e até de fantasia. “O cotidiano – sou jornalista e escrevo crônicas– sempre alimenta. Observações, histórias de amigos, vizinhos e parentes, noticiário, homenagens a pessoas de quem gosto muito e estava distante. Tudo ficção, sempre”.

O livro está sendo editado pela Ateliê de Palavras, editora que Marcus tem com sua esposa Beth Soares, que também assina a apresentação da edição. Já a orelha foi escrita pelo jornalista e escritor Alessandro Padin. “Vamos incluir um posfácio, um texto chamado O Tamanho do meu Mundo, que saiu em A Tribuna há pouco mais de 20 dias. Sintetiza bem minha vida na pandemia”.

O livro custa R$ 25,00 e está em pré-venda no site (clique aqui) até o final do mês. O lançamento está previsto para o início de setembro.

Livro foi editado pela Ateliê de Palavras, de Marcus e Beth
Livro está em pré-venda a R$ 25

Tudo sobre: