Seu pet engordou na quarentena? Veja o que fazer

Os quilinhos a mais do cão ou do gato podem parecer bonitinhos, mas a longo prazo, causam problemas

Muita gente ficou com uns quilinhos a mais nessa quarentena e deixou o pet na mesma situação. Mas, especialistas indicam que há como perder essas gordurinhas desnecessárias e que podem facilitar o aparecimento de doenças nos nossos amigos de quatro patas.

Silvia Croce Sebastião, veterinária especializada em prevenção, conta que o excesso de gordura pode parecer bonitinho no início, mas ao longo do tempo podem trazer problemas articulares, cardíacos, respiratórios, diabetes e problemas metabólicos, como o aumento do colesterol.

“Por isso recomendo diminuir a quantidade de petiscos. Eles não devem ser dados aleatoriamente. Principalmente petiscos humanos como bordinha de pizza, biscoito desde maisena até água e sal e outros alimentos com trigo. Cães não digerem bem a farinha de trigo”.

Se o animal está saudável, ajuda o tutor estimular o exercício, com brincadeiras, em casa. “E se tem artrite ou artrose, o melhor é buscar uma atividade de baixo impacto. Há clínicas de reabilitação em que o animal se exercita na água.”

Silvia conta que, se esse corte de regalias e início da atividade física não resolverem é preciso procurar um veterinário especializado em endocrinologia ou nutrição.

Eles fazem dieta?
A resposta é sim. Aline Malta Esteves, veterinária especializada em nutrição clínica de pequenos animais, conta que na verdade toda alimentação é dieta. É preciso que ela esteja adequada a cada animal.

Se em uma consulta com o veterinário clínico geral não for constatada nenhuma alteração que cause ganho de peso, como o hipotireodismo, por exemplo nos cães é possível definir uma dieta adequada para o animal. 

“Geralmente, a obesidade se dá por erro de manejo. Petiscos, às vezes, dobram ou triplicam a quantidade de calorias ingeridas por eles num dia. Mesmo os que dizem na embalagem que são de legumes ou frutas. E no caso dos gatos, geralmente o tutor deixa comida à vontade. Quando ele não come, devolve para o pote e ao colocar novamente, perde a noção da quantidade. . Todo animal precisa ter sua dieta adequada”. 

Castrados
Não é comprovado cientificamente que cães ganham peso sempre  que castrados. Mas gatos, sim. Porém, a alteração não é da noite para o dia. “O ideal é manter o foco na condição corporal daquele animal mantendo a dieta adequada, sempre, em qualquer fase da vida”, diz Aline.

Tudo sobre: