EDIÇÃO DIGITAL

Quinta-feira

4 de Junho de 2020

Não erre na hora de reformar o banheiro de casa

Área é técnica e exige cuidados. Especialistas ensinam os principais erros

O banheiro, geralmente, é um dos cômodos mais esquecidos de uma casa na hora de planejar a reforma. Logo ele, que tantas vezes é o primeiro lugar onde desejamos entrar quando passamos muito tempo na rua. É ainda onde nos despimos de tudo lá fora, para um banho relaxante e cheio de significado, que varia do acordar ou voltar da rotina de trabalho. O resultado do postergar dessa obra fica visível quando, em vez de acolher, o banheiro vira o canto da irritação. Principalmente, quando são feitas reformas mal planejadas, que começam a dar problema, explica a arquiteta Lucilla Mesquita.

“Contra isso há três opções: não fazer nada, ter uma reforma parcial e decorativa, ou uma reforma total. Nessa, é preciso investir. Banheiro é uma área técnica. Não tem margem de erro. Com água, não se brinca”. 

Com o que se preocupar

Impermeabilização: Muitas construtoras, para economizar, fazem a impermeabilização de apenas cerca de 1,20m de altura dentro da área do box e cerca de 20 centímetros fora. Isso aumenta o risco de infiltrações. Numa reforma, o ideal é apostar em materiais de qualidade, sem economia.

“Para que se possa molhar paredes em qualquer altura durante o banho e lavar o lado de fora, sem medo, mesmo nas áreas revestidas”, indica a arquiteta.

Materiais usados: Também é importante investir em boas torneiras, duchas, vaso sanitário e materiais de obra. “De nada adianta comprar o vaso mais barato e toda hora, dar descarga várias vezes. Nas paredes, o revestimento cerâmico de boa qualidade não perde a cor. Os retificados, que são com as bordas em 90 graus, exigem rejuntamento mais fino. E quanto maior o porcelanato, menos rejunte, ou seja, menos área para desgastar e acumular sujeira”, indica.

Em lares com gás encanado, o aquecedor também merece atenção quanto à capacidade, para que a água não mude a temperatura durante o banho, se acionado outro ponto de água quente da casa.

Hidráulica: Outra dica da especialista é quanto ao ralo. Ele precisa ser bem instalado, assim como o piso, evitando poças d’água. Há versões lineares, mais escondidas, com tampa em aço inox ou que imitam o resto do piso.

Para testar se tudo foi bem feito é acionar chuveiros, descarga e torneiras ao mesmo tempo, para saber se não há nada entupido, além de jogar água no box, verificando se a água escoa direto para o ralo.

Também exige atenção na reforma a mudança de lugar do vaso sanitário, principalmente no caso de apartamentos, diz Lucilla Mesquita.

“Se não conseguirem fazer o deslocamento da tubulação pelo piso do seu apartamento, ou se convence o vizinho de baixo a abrir o teto dele, ou, se faz o vaso num degrau. É preciso ver antes”.

Contra quedas: Não são só os itens do kit banheiro que dão graça ao ambiente. Tássia Pereira, do TT Interiores, explica que boas escolhas deixam o clima do banho muito mais gostoso e o local mais seguro. Além de pisos que não escorregam na área molhada, a profissional indica revestimentos em 3D ou pedras só em lavabos.

“Não é proibido, mas prefiro em lavabos. No caso de uma queda, a pessoa não se machuca ao bater na parede”, destaca a decoradora.

Suportes: Dentro do box, dê preferência a a saboneteiras feitas de materiais que não sejam cortantes, caso quebrem. E para que tenham mais durabilidade, as peças precisam estar longe da área da ducha, assim ninguém bate os braços e se machuca.

“ A melhor opção é fazer o nicho, quando a parede tem espessura para isso. Impermeabilizado e com leve caída para fora, deixa a área livre e dá mais espaço”, diz Tássia.

No caso de não ser possível, a altura do porta xampu e demais itens precisa ser suficiente para que ninguém bata a cabeça ao abaixar-se para lavar os pés.

O suporte de papel higiênico também precisa ser pensado. Se a maioria dos moradores for destro, é ideal que o papel fique à direita do vaso. Atrás, dificulta o uso, lembra Tássia, que indica peças de chão, que podem ser movimentadas.

Luz e espelhos: A iluminação deixa ambientes mais funcionais e aconchegantes. Para fazer uma maquiagem ou acertar a barba, o ideal é que a luz venha da frente, do espelho. E ele não deve ser instalado direto na parede sem azulejos, pois oxida, diz Tássia.

Pendentes são indicados para iluminar, mas em lavabos, para dar o estilo desejado.

Cor e aconchego: Para finalizar,tapetes e toalhas também não devem ser desprezados. A dica da é apostar no branco, pois manchas são facilmente removidas. A cor de detalhes pode ficar para o aromatizadores, cachepôs (de cotonete e algodão) e, quando o morador gosta de plantas, nas folhas, mais resistentes que flores.

Tudo sobre: