EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

22 de Novembro de 2019

Daniel Longobardi supera forte sol, vence amigo de infância e fica perto de 1º título

No Tênis Clube de Santos, o tenista protagonizou um jogão com Pedro Archer, seu velho conhecido

Daniel Longobardi ficou muito tempo distance das quadras de saibro. Foram cerca de 20 anos sem jogar tênis. Agora, ele voltou com tudo. Neste domingo (3), ele suou e conquistou a classificação, diante de um amigo de infância, para a final da categoria 35/44 Masculino do 60º A Tribuna de Tênis. O jogo foi realizado no Tênis Clube de Santos.

Após duas horas e meia de partida, Longobardi venceu Pedro Archer por 2 sets a 1, com parciais de 7/6(5), 6/7(8) e 10/8. O jogão ocorreu debaixo de um forte sol, no início da tarde. Mas isso não esmoreceu nenhum dos dois semifinalistas, que lutaram até o fim e levaram a decisão ao tie-break.

"O Pedro é um atleta super sólido. Ele joga muito bem, tem treinado bastante. Foi um baita prazer jogar com meu amigo na semifinal. Foi um jogo gostoso, porque independente quem ganhasse ou perdesse, a gente iria ficar feliz. Não tinha aquela pressão. Fizemos um jogo de amigo, e foi excelente, super disputado. Foi super especial. Saímos felizes pelo jogo que conseguimos fazer", comentou o finalista.

Este ano, depois de muito tempo sem disputar um A Tribuna de Tênis, Longobardi decidiu se inscrever em duas categorias. Além da por idade, ele também estava competindo pela Especial Masculino. Porém, ele acabou sendo eliminado nas oitavas de final por Lucas Louro, neste sábado (2), dia em que jogou duas partidas.

Longobardi teve seu primeiro contato com a bola verde aos cinco anos de idade, por influência do irmão, Diego. Ele foi um dos primeiros alunos da escolinha comandada pela hoje árbitra-geral do A Tribuna de Tênis, Simone Vasconcellos, no Tênis Clube de Santos. Até os 15 anos, competia torneios estaduais e até mesmo de nível nacional. Depois disso, parou de jogar para se dedicar aos estudos.

Foram quase duas décadas sem treinar, mas ele garante nunca ter abandonado o tênis por completo. Estava sempre com a raquete na mão, mesmo sem competir. Inclusive, acompanhando partidas da elite mundial da modalidade fora do país, com sua família, que é tão apaixonada pelo esporte quanto ele. "Virou um programa familiar. Minha esposa já viajou para ver alguns torneios, em Miami. Este ano, a gente foi assistir o Roland-Garros. Sempre vemos jogos do ATP quando dá", disse ele, ao lado da filha, Maithe, que também participou do 60º A Tribuna de Tênis.

Este ano, após entrar em quadra em alguns interclubes, Longobardi decidiu voltar oficialmente à principal competição de tênis da Baixada Santista, e, agora, está perto de conseguir seu primeiro título do campeonato. A final será nesta segunda-feira (4), às 20h (de Brasília), contra Elton Tarraf, que bateu Renato Branco na semifinal.

Tudo sobre: