EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

5 de Agosto de 2020

Tribuna do Leitor - 27 de julho de 2020

Participaram desta edição os leitores Luiz Vinagre, Antonio Moura, Rodolfo Bonafim, Henrique Cruz e Marcelo de Mattos

Apoio ao governo

O Dia do Amigo, mesma data do nascimento de Santos Dumont, foi destacado em A Tribuna. Um articulista fez comparativo com a atual excrescência da alta magistratura, o Supremo Tribunal Federal. Outro sugere que Bolsonaro seja corrupto. É muito grave essa quase acusação porque o presidente foi o único que enfrentou os corruptos políticos e a mídia esquerdista. Em um ano e meio, realizou muitas obras sem um único caso de corrupção. Existe mesmo uma articulação nefasta com esses pedidos esdrúxulos de impeachment contra ele. Eu não desanimo em apoiar nosso governo atual.

Luiz Vinagre - Santos

Imagem ruim

Acredito ser o Brasil um país sui generis. Um “pseudo” analfabeto se mantém digno, respeitoso e exemplarmente ao cumprir sua obrigação de zelar pela ordem e obediência aos costumes. Ao lavrar um auto de infração contra um munícipe que não cumpria uma obrigação legal, necessário ao atendimento da pandemia existente, foi insultado desmerecidamente, mas manteve autocontrole e total domínio no cumprimento do seu ofício. Já um desembargador de justiça se manifesta de forma indigna, insultando o trabalhador, que zelava pelo atendimento do que deveria ser acatado por todos. Quando uma notícia dessa se propaga nacional e internacionalmente, certamente, o que chamará a atenção será a prepotência, a ignorância, o despreparo e a irracionalidade de quem é pago pela sociedade e, diga-se, muito bem pago. Infelizmente, é essa a imagem que o Brasil passa de um modo geral. Afinal, quando um assassino de mãe ou de pai tem direito a sair da cadeia no dia de comemoração dos seus progenitores, o que podemos esperar da Justiça?

Antonio Carlos de Moura - Santos

Direito universal

Amigos da Água é entidade humanitária prevencionista que foi fundada, estrategicamente, em 10 de dezembro de 1999, Dia Mundial dos Direitos Humanos. Entendemos e propagamos o conceito de que a água, assim como a vida e a saúde, é um direito universal de todo ser humano, independentemente de sexo, gênero, etnia, religião, posição social ou cultural. Todos precisam da água, líquido vital. Portanto, os Amigos da Água estão de pleno acordo com a ideia de Enrique Ernesto Febbraro, médico argentino, segundo a qual se o homem se unir aos seus semelhantes, não haverá objetivos impossíveis. E ainda acrescentamos que somente pela amizade sincera nos defenderemos de diversos desafios, como guerras e pandemia. 

Rodolfo José Bonafim - Santos

Prioridades

Nosso prefeito não deveria ter um ataque de nervos devido ao fato de muitas pessoas irem à praia em dia de sol. Acenar com a possibilidade de fechar as praias novamente não tem o menor cabimento. Essa pandemia tem de ser enfrentada com coragem, mas sem viés político e sem retrocessos. Nosso prefeito deveria se preocupar em liberar a obra do Emissário Submarino e em responder porque somente duas empresas, o Grupo Mendes e a Terracom, ganham praticamente todas as licitações de obras na Cidade, às vezes, até mesmo subcontratando outras para trabalhar em projetos da Prefeitura. Realmente, essas empresas apresentam o menor orçamento?

Henrique M. C. Cruz - Santos

Via disléxica 

Olavo Bilac, nosso poeta parnasiano, jamais poderia pensar, supor, nem as estrelas ouvidas, o pálido espanto dos nossos tristes dias. Ora, direis, ouvis às emas, aos que negam a ciência, aos que louvam a hóstia dessagrada-cloroquina? Por certo, perdeste o senso, sem mínimo entendimento e percepção da realidade devastadora desta pandemia, posto que, debaixo do céu, nada de novo ocorre além de todos os brasileiros mortos, sem choro nem velas, sem políticas públicas e sem um Ministro da Saúde. Se nem o uso obrigatório das máscaras respeita-se, além dos “e daí?”, “todo mundo vai morrer”, “não posso fazer nada”, que remédio, que dor ampara as misérias das nossas indigências? E vos direi: quem não entende as estrelas, nem preza a vida como o bem mais relevante de todo ser humano, não pode ter ouvido capaz de ouvir e entender as emas.

Marcelo de Mattos - Santos

 

Tudo sobre:
 
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.