Tribuna do Leitor - 23 de fevereiro de 2021

Hoje, com as participações de J.A Nogueira de Sá, Luiz Vinagre, Paulo Fernando Campbell Franco, Arlindo Caseli de Oliveira e Grupo de Proteção da Família e da Cidadania

Senso sacerdotal

Aplaudimos a sentença de um juiz da 1ª Vara Cível e Criminal de Tobias Barreto, no interior de Sergipe, dando improcedência a um pedido de indenização por danos morais contra um professor, pleiteado por uma mãe de um aluno, por ter sido retirado o celular do seu filho, em plena sala de aula, após diversas advertências. Na argumentação da mãe, seu filho teve um "sentimento de impotência, revolta, além de um enorme desgaste físico e emocional". O juiz afirmou, em sua sentença, que o "professor é o indivíduo vocacionado a tirar outro indivíduo das trevas da ignorância, da escuridão, para as luzes do conhecimento, dignificando-o como pessoa que pensa e existe". Reverenciou o verdadeiro herói, o professor, que enfrenta várias intempéries, para exercer suas atividades com altivez de caráter e senso sacerdotal.
J.A. NOGUEIRA DE SÁ – SANTOS

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

Desrespeito
Em duas cartas publicadas nesta coluna, leitores reclamam do atendimento no Poupatempo e, apesar da resposta de sua assessoria de imprensa, eu confirmo as dificuldades relatadas. Na semana passada, também fui ao local, pois não consegui resolver o assunto pela internet, e constatei duas filas, com pessoas em flagrante aglomeração. Uma fila era para quem agendou e a outra, para agendar atendimento. As pessoas, incluindo diversos idosos, estavam sob o sol, sem cadeiras de espera e, pasmem, sem fila preferencial. A média de espera nessas condições era de vinte a trinta minutos. Isso não é Poupatempo (aliás, um dos melhores serviços do governo), mas, sim, tenha tempo e paciência!
LUIZ VINAGRE – SANTOS

Santos de ontem
Ao mobilizar energias, sensibilidades e talentos, o Projeto Santos nos Caminhos da Memória — conduzido pelos historiadores Karime Moussalli Antigo, Odair José Pereira e Rodrigo Macedo de Paiva Grillo e já lançado em plataformas digitais —, nos convida para uma viagem que empreendemos ao encontro de nós mesmos e do reconhecimento da cidade de Santos como espaço de cultura e história, lugar de práticas e valores humanos. Por tudo isso, o Projeto revela o esforço de analisar o patrimônio histórico urbano a partir de uma perspectiva crítica, tomando-o não como sinônimo da história e, sim, como um dos modos de sua construção. Parabenizo os jovens historiadores que estão nos oferecendo a possibilidade de uma nova sensibilidade para com o passado coletivo da nossa cidade. 
PAULO FERNANDO CAMPBELL FRANCO – SANTOS

Bom técnico
Com a já esperada saída do técnico Cuca, a diretoria do Santos F.C. passa por situação crítica em busca de um comandante competente, barato e que trabalhe com a base. Nesse momento de crise financeira, por que não promover o Marcelo Fernandes para remontar o elenco no Paulistão e arrumar um novo time, com a saída de seus titulares? Ele já conhece o elenco, trabalhou nos momentos de sufoco e obteve os resultados necessários com coragem e competência, atributos que todo bom técnico precisa possuir. O novo grupo gestor precisa rever e trabalhar com mais clareza, realidade e objetividade. Chega de contratações lotéricas estrangeiras que nós e outros clubes estamos importando e caindo no modismo. Já que a nova diretoria assumiu dizendo que gostaria de ouvir os associados, eu, como atual sócio, estou dando minha humilde contribuição e lanço a campanha #MarceloFernandesjá.
ARLINDO CASELI DE OLIVEIRA - SANTOS

Prevenção 
Diante do quadro atual da pandemia no Brasil, com alto índice de contaminação e baixo de vacinação, pedimos às nossas autoridades o retorno das aulas à distância em escolas e universidades. Pedimos também a volta à fase amarela em todo o estado de São Paulo, de modo a fechar bares, proibir venda de bebidas alcóolicas e restringir atividades nas praias para salvar vidas e evitar novas infecções. Temos que tomar estas medidas agora, pelo fim mais rápido possível desta pandemia, pois o número de mortes aumentará muito se relaxarmos as medidas de prevenção ao contágio.
GRUPO DE PROTEÇÃO DA FAMÍLIA E DA CIDADANIA - SANTOS

Tudo sobre:
 
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.