EDIÇÃO DIGITAL

Sábado

29 de Fevereiro de 2020

Resenha Esportiva

Espaço mantido pelos jornalistas Heitor Ornelas, Régis Querino e Bruno Gutierrez. O trio traz informações e comentários sobre o Santos Futebol Clube e tudo mais que acontece no mundo do futebol.

O que você faria se um ídolo batesse em seu carro?

O espanhol Ignacio Fernández se envolveu em um acidente com Zinedine Zidane e pediu uma selfie

Você está dirigindo o seu carro pela rua quando, de repente, uma batida em seu carro. Você encosta o veículo e o outro motorista, que causou a colisão, também. Ao sair do carro, você olha bem para o "piloto" e descobre que ele é um dos melhores jogadores da história do futebol. O que você faria?

Essa história aconteceu no último sábado (8), com Ignacio Fernández. O espanhol dirigia pelas ruas de Madri, quando se envolveu em um acidente de trânsito com Zinedine Zidane, campeão mundial com a França em 1998 e um dos grandes jogadores de futebol, que hoje é técnico do Real Madrid. A história foi relatada em um veículo de comunicação do país europeu, como o "Marca" e "La Voz de Galicia".

Dono de uma loja de móveis em A Rúa de Valdeorras, uma cidade da província de Ourense, Fernández foi até a capital espanhola para uma feira de decoração. Ele dirigia seu Audi A4 e, antes de entrar numa rotatória, freou para dar passagem a um outro veículo que já circulava. Neste momento, um outro automóvel atingiu seu Audi, por trás.

Os dois encostaram os veículos e, ao sair do carro, o lojista reconheceu que era Zidane. Em meio a situação constrangedora, Ignacio decidiu puxar papo. "Gostaria de te conhecer em outras circunstâncias, mas está também não é ruim", disse o homem para o astro francês.  

Antes que a imprensa chegasse, Zidane e Fernández trocaram telefones para acertar os detalhes do seguro. "Quando eu vi que era o Zidane, fiquei tranquilo. Pelo menos já sabia que ele teria seguro e que pagaria tudo", comentou o lojista, brincando com a situação. 

Antes de se despedir, Ignacio pediu para tirar uma selfie para "imortalizar o momento", já que ninguém acreditaria se ele contasse que Zidane teria batido em seu carro. "Ele disse que sim, tirou o gorro e fizemos a foto", comentou o homem, que ainda sugeriu, brincando, que os dois trocassem os carros, que ficaria tudo bem. 

Mais tarde, um representante do técnico do Real Madrid telefonou para Ignacio Fernández para dizer que Zidane estava agradecido. O francês estava com pressa para chegar ao treinamento, e agradeceu pelo homem não ter pedido autógrafos, camisas ou ingressos.

 

 

Tudo sobre:
 
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.