EDIÇÃO DIGITAL

Quinta-feira

23 de Maio de 2019

Resenha Esportiva

Espaço mantido pelos jornalistas Heitor Ornelas, Régis Querino, Alexandre Fernandes e Bruno Gutierrez. O quarteto traz informações e comentários sobre o Santos Futebol Clube e tudo mais que acontece no mundo do futebol.

Faltam 39 pontos

No passo a passo do torcedor supersticioso, o primeiro ponto é atingir o suficiente para fugir do Z-4 do Brasileirão

O Santos teve um início dos sonhos no Campeonato Brasileiro. São duas vitórias nos dois primeiros jogos do Nacional. O Peixe conseguiu um grande resultado ao bater o Grêmio, fora de casa, além de conquistar mais três pontos contra o Fluminense. Dois adversários que figuram entre os 12 grandes do Brasil e que poderiam, em algum momento, dificultar a vida de Sampaoli e seus comandados. 

Mas é preciso conter a empolgação. O Alvinegro Praiano tem enfrentado os confrontos como finais adiantadas. Muita intensidade, pressão na saída de bola, ofensividade. Isso tem dado espaço para os adversários também criarem, o que faz a equipe correr perigo por 90 minutos caso não faça os gols logo.

Caso vença o CSA, neste domingo (5), no estádio Rei Pelé, o Santos vai igualar a marca de 2005, quando teve o melhor início de sua história nos pontos corridos ao ter 100% de aproveitamento em três rodadas. E tudo isso com rodagem de elenco, apesar de ter menos peças de qualidade em comparação a outros times como Cruzeiro, Flamengo, Palmeiras e São Paulo. Tudo isso deixa o torcedor, e quem gosta de futebol, esperançoso.

No entanto, é preciso ter aquela superstição comum daquele torcedor que adora uma "mandinga", uma "zica reversa", uma "fezinha" para manter a boa fase. Em alguns grupos de santistas no Facebook, já é costumeiro começar o torneio fazendo a contagem para os pontos que garantem o clube na Série A do Brasileirão. Os mágicos 45 pontos.

Então, mesmo que o time esteja entre os líderes, mantendo um bom futebol, sem demonstrar que esta fase pode cair neste momento, o negócio é pensar foram seis pontos dos 45 necessários. Faltam 39 pontos. Só quando atingir o número, aí se muda a meta para os 65 ou até 68 pontos, que garantem a vaga da Copa Libertadores da América. Por último, vamos pensar no título do Campeonato Brasileiro.

Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.