EDIÇÃO DIGITAL

Sábado

15 de Agosto de 2020

Paulo Corrêa Jr

Deputado estadual reeleito na Assembleia Legislativa, Paulo Corrêa Jr. é formado em jornalismo e direito. Têm como bandeiras principais a descentralização do Porto, causas ligadas ao esporte e assistência social. É considerado um deputado metropolitano, pois sua base está espalhada pelas cidades que englobam a Baixada Santista, Vale do Ribeira e Litoral Norte.

Armando Gomes e a partida que não deveria ter acontecido

No último domingo, dia 26, o esporte - especificamente o futebol - perdeu um de seus maiores admiradores

Durante um bom tempo, a cor preta que compõe a camisa do alvinegro mais famoso do mundo terá a função do luto. No último domingo, dia 26, o esporte - especificamente o futebol - perdeu um de seus maiores admiradores: Armando Gomes ou, Manduca como era conhecido entre os amigos e colegas. 

Com uma vida inteira dedicada ao cronismo esportivo, Armando Gomes teve uma longa carreira como comentarista em diversos veículos de comunicação daqui e de São Paulo e comandou por décadas a bancada de um dos programas mais conhecidos pelos santistas: o Esporte por Esporte, transmitido diariamente pela TV Santa Cecília. Quem gosta de futebol e acompanha os times da Baixada Santista sabia que a noite só terminava depois que o programa chegasse ao fim. 

Muitas vezes irônico, Armando deixava clara sua posição em relação aos demais clubes da capital, irritando propositalmente os adversários – principalmente corinthianos – com posições firmes sem se importar em momento algum com a opinião alheia. Foi, muitas vezes, o representante “quase-oficial” de debates polêmicos com torcedores dos demais times. 

De um humor ímpar e sempre disposto, Manduca era figura importante dentro e fora da Vila Belmiro, fosse como profissional de imprensa ou conselheiro efetivo, pautando assuntos delicados e importantes que pudessem influenciar no futuro do clube e do time. 

As lembranças que tenho dele são ótimas. Como um grande motivador, sempre apoiou e me incentivou nas decisões que tive ao longo de minha carreira política em momentos distintos, vezes em encontros casuais, vezes quando fui convidado a participar de seu programa na TV.

Ironicamente, Armando se foi, justamente quando o futebol voltou. O apito soou, as partidas se reiniciaram e caberá a nós tocarmos a partida, mesmo sabendo que iremos jogar desfalcados.

Tudo sobre:
 
Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.