Praça no Jardim Real é alvo de reclamações em Praia Grande: 'Isso aqui é um lixão'

Moradores têm diversas reclamações e alegam que local está longe de ser um espaço para o lazer

Mato alto, entulhos, proliferação de bichos e buracos são alguns dos transtornos que a Praça Antônio Luiz Maia tem gerado aos moradores do bairro Jardim Real, em Praia Grande. Para os moradores do entorno, a praça só está no nome, pois não aparenta ser um espaço de lazer, justamente pelos problemas que acumula. 

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

Essa sugestão de reportagem foi feita pela internauta Maria Gutierres Você também pode entrar em contato conosco via WhatsApp, pelo número (13) 9 9642 8222, ou pelo E-Mail, g1at@grupo-tribuna.com. Ao mandar sua mensagem, deixe seus dados completos, relate o problema ou a sugestão de pauta e anexe fotos e vídeos.

Maria de Fátima Gutierres conta que a casa da mãe, de 82 anos, fica perto do terreno e que o local sempre acumulou problemas, mas quando a pandemia começou, ela precisou se mudar para a casa da mãe para ajudar com o dia a dia. Porém, durante a estadia voltou a reparar que as condições da praça estavam ainda piores do que antigamente. "O terreno que tem do lado não é uma praça. Isso aqui é um lixão. Depois de uma série de reclamações, colocaram um alambrado de arame farpado em um trecho só, mas não adianta", conta Maria. 

A funcionária pública do Estado também diz que mesmo tendo um ecoponto em frente, as pessoas continuam depositando diversos tipos de entulho por ali. Os buracos presentes no terreno também são um outro problema pois acabam acumulando água, que depois escorre para dentro da casa, levando inclusive caracóis para o terreno da casa da mãe. 

Outros dois parentes de Maria também residem na mesma via e também reclamam das mesmas condições. Agora, eles pedem para que o terreno receba os serviços de limpeza, seja para virar uma praça ou para outra finalidade que não cause mais transtornos. 

Resposta

A Secretaria de Serviços Urbanos de Praia Grande (Sesurb) explica que o local é um dos pontos considerados crônicos de descarte irregular de lixo por parte da população, o que não tem nenhuma justificativa uma vez que o local (Praça Antonio Luiz Prates Maia) fica exatamente em frente ao Ecoponto Real (que recebe materiais gratuitamente de segunda a sábado, das 8 às 17 horas).

 O setor salienta ainda que realiza constantes manutenções no local e que está prevista nova limpeza completa no trecho já nos próximos dias.

Tudo sobre: