Moradores reclamam falta de asfalto em rua 'totalmente abandonada’ em Guarujá

Munícipes relatam que o preço do IPTU é abusivo e que não condiz com a estrutura da Rua José Inácio Corrêa

Os transtornos gerados pela falta de asfalto na Rua José Inácio Corrêa, no Loteamento João Batista Julião, em Guarujá, têm incomodado os moradores da via há muitos anos. Segundo eles, o problema está na demora para pavimentar a rua, impedindo que os moradores transitem com facilidade.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal, GloboPlay grátis e descontos em dezenas de lojas, restaurantes e serviços!

Essa sugestão de reportagem foi feita pelo internauta Gustavo Silveira Você também pode entrar em contato conosco via WhatsApp, pelo número (13) 9 9642 8222, ou pelo E-Mail, g1at@grupo-tribuna.com. Ao mandar sua mensagem, deixe seus dados completos, relate o problema ou a sugestão de pauta e anexe fotos e vídeos

A situação persiste mesmo depois de três solicitações, segundo o morador Gustavo Silveira. “O serviço jamais foi executado. A rua, quando chove, fica praticamente intransitável. Na temporada, eles fecham a rua da praia e todos os carros passam pela José Inácio Corrêa. Fica um absurdo, a poeira que sobe, a quantidade de lixo que fica. É uma rua totalmente abandonada”, relata o morador.

Outro morador que reclama da questão da poeira é Marcelo Dias, que também trabalha como zelador em um dos prédios. Ele conta que a poeira acaba sujando o prédio. Além de citar que pessoas com problemas respiratórios tendem a sofrer com o problema.

Viviana Ghioka também é proprietária de um apartamento localizado na mesma via e diz que, quando chove, várias poças se formam pelo local “Todas as ruas do entorno são asfaltadas, então eu não entendo o motivo dessa não ser”, diz a moradora.

Ainda segundo a aposentada, a taxa para que o asfalto fosse colocado já foi cobrado e que o IPTU da região atinge quase quatro mil reais, gerando ainda mais indignação.

Os munícipes também reclamam que o mato precisa de poda e que as bocas de lobo precisam de reparos.

 

O que diz a prefeitura

A Secretaria Municipal de Planejamento (Seplan) informa que, para o trecho entre as ruas Acre e Iracema da referida via, ainda não há convênio formalizado para pavimentar. A rua já está cadastrada no banco de dados da Seplan e, oportunamente serão alocados os recursos necessários para a sua pavimentação.

Quanto à roçada e limpeza de bueiros, os serviços já estão programados no cronograma elaborado pela Secretaria Municipal de Operações Urbanas (Seurb) e devem ser executados nos próximos dias.

Tudo sobre: