Moradores reclamam de abandono no bairro Santa Cruz em Itanhaém; VÍDEO

Problemas com asfalto e a falta de linhas de ônibus estão entre os problemas

Moradores do bairro Santa Cruz, em Itanhaém, reclamam da precarização na estrutura do bairro, que vão desde falta de sistema de esgoto até dificuldade para transitar em dias de chuva. 

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

Essa sugestão de reportagem foi feita pelo internauta Carlos Martins. Você também pode entrar em contato conosco via WhatsApp, pelo número (13) 9 9642 8222, ou pelo E-Mail, g1at@grupo-tribuna.com. Ao mandar sua mensagem, deixe seus dados completos, relate o problema ou a sugestão de pauta e anexe fotos e vídeos.

Estevão Carlos Martins mora na região e diz que o abandono toma conta do local. Ele explica que um dos principais problemas está nas condições das vias que não são asfaltadas e apresentam muitos buracos e poças de água após as chuvas, que dificultam a locomoção dos moradores pelas ruas.

O operador de máquina injetora também reclama que o bairro está com o mato alto, não tem sistema de tratamento de esgoto e nem linhas de ônibus. "O bairro está abandonado, sem nenhuma infraestrutura. A prefeitura não executa nenhum tipo de serviço", diz Martins.

Ele também comenta que já abriu diversos protocolos na prefeitura, mas ainda aguarda as melhoras. 

O que dizem os responsáveis 

Em nota, a Secretaria de Serviços e Urbanização está com equipes na região fazendo os serviços de zeladoria, atualmente na Estrada do Rio Preto.

Segundo a Regional do Gaivota, no prazo máximo de 15 dias eles estarão no local para verificar os problemas.

Em relação ao sistema de esgoto, a Sabesp esclarece que para informar um diagnóstico mais preciso da situação apontada no bairro Balneário Santa Cruz, em Itanhaém, é necessário endereço para vistorias.

Caso os imóveis estejam dentro da área de atuação da Companhia, é possível ser feito estudo de viabilidade técnica para implantação das redes coletoras, mas é importante destacar que a Empresa atua seguindo o cronograma de investimentos estabelecido no Plano Municipal de Saneamento da Cidade.

Tudo sobre: