CLUBE IMPRESSO ACERVO COVID
Portuários de Santos protestam por vacinação contra a covid-19: 'Vacina já!'; VÍDEO
Categoria promete uma greve de 24 horas na semana que vem, caso a reivindicação não seja atendida pelo governo
Por: Fernanda Balbino  -  07/05/21  -  10:28
Os trabalhadores cruzaram os braços entre 7 e 9 horas   Foto: Alexsander Ferraz

Trabalhadores do Porto de Santos protestam, nesta manhã, pela divulgação de um calendário de vacinação da categoria contra a covid-19. Atos semelhantes são realizados em vários complexos portuários do País. Há a previsão de uma greve de 24 horas na semana que vem, caso a reivindicação não seja atendida pelo governo.


Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!


O protesto acontece em frente ao edifício sede da Autoridade Portuária de Santos (APS), no Macuco. Ele é coordenado pela Unidade Portuária, entidade que reúne os sindicatos representantes de trabalhadores do cais santista.



Além dos estivadores, participam as demais categorias de avulsos, que incluem operários, vigias, consertadores, além dos funcionários da administração portuária. Os trabalhadores cruzaram os braços entre 7 e 9 horas. Depois, os escalados voltaram aos seus postos e os demais seguiram para o protesto na sede da estatal que administra o complexo.


Em janeiro deste ano, o Ministério da Saúde elaborou um informe técnico incluindo os trabalhadores portuários no grupo prioritário para a campanha de vacinação contra a covid. Porém, até agora, não foi divulgado um calendário de vacinação.


“A vida dos trabalhadores está em segundo plano. Vamos definir uma data para fazer uma paralisação, conforme manda a legislação, com edital nos jornais, avisando os usuários do Porto. Se o governo não definir uma data para a vacinação dos portuários, nós vamos fazer uma assembeia”, destacou o presidente do Sindicato dos Empregados na Administração Portuária (Sindaport), Everandy Cirino dos Santos.


“Desde o início da pandemia, os trabalhadores estiveram na linha de frente da movimentação portuária. Nenhum terminal, nenhum navio teve a operação prejudicada por causa dos portuários. Porém, até agora, a categoria aguarda pela vacina”, afirma o sindicalista.


A possível paralisação será definida em conjunto com a Federação Nacional dos Portuários (FNP), Federação Nacional dos Estivadores (FNE) e com a Federação Nacional dos Conferentes e Consertadores de Carga e Descarga, Vigias Portuários, Trabalhadores de Bloco, Arrumadores e Amarradores de Navios, nas Atividades Portuárias (Fenccovib).


Os protestos estão acontecendo em várias cidades por todo o Brasil. VEJA FOTOS ABAIXO:


Estivadores protestam na cidade de São Francisco do Sul (SC).   Foto: Divulgação/SINDAPORT

Portuários fazem greve por não estarem no grupo prioritário de vacina no Rio Grande do Norte   Foto: Divulgação/SINDAPORT

No Rio de Janeiro, trabalhadores portuários também pedem por vacinação   Foto: Divulgação/SINDAPORT

Portuários protestam pedindo por vacina na Bahia   Foto: Divulgação/SINDAPORT