Número de tripulantes infectados pelo coronavírus no MSC Seaview sobe para 86

Em quarentena, embarcação conta com 615 pessoas e está na área de fundeio do Porto de Santos

Por: Fernanda Balbino  -  05/05/20  -  20:42
Atualizado em 05/05/20 - 20:50
  Foto: Divulgação/MSC Cruzeiros

Dos 615 tripulantes do navio de cruzeiros MSC Seaview, que está na área de fundeio do Porto de Santos, 86 estão com covid-19. A embarcação segue em quarentena, por determinação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa). 


O número de tripulantes contaminados cresce a cada dia. Na última segunda-feira (4), eram 80 infectados. Segundo a autoridade sanitária, o volume de contaminados por coronavírus cresceu em função da divulgação de resultados de exames realizados na tripulação.  


Além do Seaview, permanece retido no cais santista o cargueiro português Bárbara. Neste caso, a embarcação está em quarentena até o próximo dia 15. A decisão foi tomada após dois tripulantes terem resultado positivo para covid-19 em testes rápidos aplicados a bordo.  


Já o navio de cruzeiros MSC Musica foi liberado da quarentena nesta terça-feira (5). A liberação marca o período de 14 dias sem que a embarcação tenha registrado novos casos ou suspeita de covid-19 a bordo.  


O Musica havia sido colocado em quarentena porque um tripulante, que havia sido internado para tratar um quadro de anemia, foi contaminado pelo coronavírus. O teste positivo foi realizado antes do marítimo ter alta no hospital. 


Fora da quarentena 


O MSC Poesia realizou, nesta terça-feira, o desembarque de dois tripulantes argentinos para o processo de repatriação, que é o retorno imediato ao seu país por via aérea. O navio segue na área de fundeio do cais santista, mas não há casos de covid-19 a bordo reportados à Anvisa. 


O Costa Fascinosa estava atracado no Porto de Santos, mas foi para a barra por causa do processo de desembarque do MSC Poesia. Neste caso, a embarcação, que somou 30 casos da doença e três mortes, já foi liberada para deixar o cais santista.  


No entanto, a embarcação aguarda o processo de repatriação dos tripulantes para que siga com a tripulação mínima exigida pelas autoridades. Não houve novos desembarques desde segunda-feira (4). 


Procurada, a MSC Cruzeiros informou que, nos últimos 35 dias, os tripulantes ficaram em isolamento preventivo, em cabines individuais, para proteger sua saúde e bem-estar. 


“Um pequeno número de tripulantes inesperadamente testou positivo, apesar das rigorosas medidas adotadas nas últimas seis semanas e, por precaução, testaremos de forma imediata novamente todos eles. Enquanto aguardamos os resultados, todos a bordo continuarão isolados em cabines individuais com varanda. Continuaremos a trabalhar em estreita colaboração com a Anvisa e a seguir todas as orientações de saúde para o bem-estar de todos os que estão no navio”, destacou a armadora, em nota.


Logo A Tribuna