Encontro entre autoridades propõe novas ações pelo Porto de Santos

Deputada federal Joice Hasselmann sugeriu grupo de trabalho com membros do setor portuário para dialogar possibilidades

Por: Sheila Almeida & Da Redação &  -  10/08/19  -  22:13
Almoço marcou o lançamento do Lide Santos, grupo de líderes empresariais agora instalado na Cidade
Almoço marcou o lançamento do Lide Santos, grupo de líderes empresariais agora instalado na Cidade   Foto: Alexsander Ferraz/ AT

A deputada federal e líder do Governo no Congresso, Joice Hasselmann (PSL-SP), se propôs a montar um grupo de trabalho com empresários do setor portuário para discutir alternativas, leis, medidas provisórias ou decretos para desburocratizar e desenvolver a Baixada Santista e o País pelo Porto de Santos.  


O compromisso foi firmado no almoço de lançamento do Lide Santos, grupo de líderes empresariais agora na Cidade. O evento ocorreu nesta sexta-feira (9) no hotel Sheraton, na Aparecida. 


Diante de empresários, prefeitos, do ex-ministro do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Luiz Fernando Furlan e outros participantes, Joice ouviu pedidos de investidores. Destacou que a maior reclamação era por alterações no Reporto – programa federal de isenção tributária para modernizar e ampliar a estrutura portuária.  


“A cada dois anos, os documentos são assinados. Sempre que chega o prazo é uma preocupação que, para o investidor, é muito ruim. Como investir com propriedade quando você não tem essa segurança?”, indagou a deputada.  


“Quando você tem grupos empresariais atuando em conjunto, ganha muita força. Vi aqui o prestígio, muita gente engajada e sempre digo que a sociedade organizada vai mudar a política brasileira”, disse. 


Unindo a região 


Para o presidente do Grupo Doria, João Doria Neto – filho do governador João Doria (PSDB) –, Santos precisa de encontros decisivos, pois suas características acabam “capitaneando o crescimento tanto de São Paulo quanto do Brasil”. 


O ex-ministo Furlan afirmou que, apesar da força decorrente do Porto, do Polo Industrial de Cubatão e belezas naturais, é preciso mais.  


“Santos é subaproveitada. Precisa achar o caminho de outras atividades, porque o Porto vai ser cada vez mais automatizado”, opinou, em discurso.  


Para o prefeito santista Paulo Alexandre Barbosa (PSDB), as discussões ajudarão a desenvolver o município onde muitos não enxergam oportunidades. “Uma área importante é a Área Continental, com 241 quilômetros quadrados e 0,4% da população.”  


Alberto Mourão (PSDB), prefeito de Praia Grande, indica que o próximo passo é discutir entraves. “Precisamos fazer uma análise crítica, uma radiografia. Vão dizer: de novo? Sim, mas detalhando o que motiva a economia de maneira sistêmica e de ordem continuada”, afirmou, julgando necessário envolver os mundos acadêmico, sindical, patronal, portuário, aeroportuário, de siderurgia, petroquímico, turístico e variados níveis de governo.  


Para o presidente do recém-criado Lide Santos, Jarbas Vieira Marques Júnior, unir iniciativa privada, Poder Público e mídia ajudará a região a crescer.  


O próximo Lide Santos será em 12 de setembro, com o secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi. Como tema, desenvolvimento regional e infraestrutura oferecida pelo Estado.  


Logo A Tribuna