Conheça o Porto: O revolucionário contêiner

Saiba mais sobre o surgimento e a evolução das caixas metálicas

Por: Da Redação  -  31/10/18  -  17:49
  Foto: Carlos Nogueira/AT

Um dos maiores avanços tecnológicos do setor portuário, o contêiner é utilizado no transporte de 95% das cargas gerais movimentadas em navios pelo mundo. Criadas no final da década de 1930, as caixas metálicas chegaram para facilitar o embarque dessas mercadorias, então carregadas como peças soltas. Nessa mesma época, surgiu o primeiro navio porta contêiner, o Gateway City, capaz de carregar 226 contêineres.


Para se ter uma ideia do impacto do contêiner nas operações, antes de sua utilização em massa, a partir da década de 1950, 5 mil toneladas em cargas soltas acondicionadas em caixas de papelão ocupavam um navio inteiro. O embarque durava de sete a oito dias. A mesma quantidade, hoje, pode ser transportada em 200 caixas metálicas de 40 pés (400 TEUs) e, com a produtividade atingida pelos terminais portuários, ser embarcada em um período de 3 a 5 horas – um processo cerca de 50 vezes mais rápido.


Entre as vantagens da utilização do contêiner para o transporte de cargas, estão a agilidade na operação; a redução de custos de manipulação, embarque, embalagem e seguro; a melhor proteção da mercadoria; a maior organização das áreas de armazenagem; a eliminação da necessidade de locais cobertos para sua permanência; e o aumento dos espaços disponíveis para cargas nos navios.


No Porto de Santos, os contêineres entram e saem em caminhões e trens. A região conta com seis instalações especializadas no embarque e no desembarque de produtos conteinerizados – a Brasil Terminal Portuário (BTP), a Santos Brasil (Tecon), a Dubai Ports World Santos (antiga Embraport), as unidades da Libra Terminais (T-33, T-35 e T-37), o Ecoporto Santos e o terminal do Grupo Rodrimar.


No ano passado, das 129,86 milhões de toneladas de cargas movimentadas no complexo marítimo, 44,53 milhões de toneladas foram em contêineres – em 3,85 milhões de TEU (unidade equivalente a um contêiner de 20 pés), segundo dados da Codesp, a Autoridade Portuária de Santos.


Tudo sobre:
Logo A Tribuna