Porto de Santos terá R$ 6,4 bilhões em investimentos

Projeção da Autoridade Portuária de Santos inclui aportes previstos com arrendamentos e planos de obras

Os próximos arrendamentos e obras do Porto de Santos devem gerar investimentos de R$ 6,4 bilhões no complexo marítimo. As intervenções incluem melhorias nos acessos rodo e ferroviários ao cais santista. E alguns devem virar realidade no próximo ano, segundo a Autoridade Portuária de Santos (APS). Dentro deste pacote, a empresa destaca cerca de R$ 200 milhões que serão aplicados com recursos próprios e da União.

Clique e Assine A Tribuna por R$ 1,90 e ganhe acesso ao Portal, GloboPlay grátis e descontos em lojas, restaurantes e serviços!

Os dados fazem parte do balanço anual da estatal que administra o cais santista. E levam em conta, além dos leilões previstos para 2021, novos certames que serão realizados após a conclusão de estudos em elaboração pela Empresa de Planejamento e Logística (EPL).

As principal expectativa é relacionada ao arrendamento de dois terminais de granéis líquidos na Alemoa, no terreno que hoje é operado pela Transpetro. O STS08 e o STS08A devem receber investimentos de R$ 791,7 milhões e R$ 265,4 milhões, respectivamente.

Os dois leilões estão previstos para o segundo semestre do ano que vem e são os mais adiantados no cronograma do Governo Federal. Nas ainda dependem da aprovação do Tribunal de Contas da União (TCU). 

Os outros planos ainda devem levar mais tempo para virar realidade, já que estão em fase de estudos. Segundo a APS, no total,os investimentos devem somar R$ 3,4 bilhões. 

A estatal prevê a instalação de um novo terminal de contêineres no Saboó, o STS10. Na mesma região, também está prevista a implantação de um terminal retroportuário. E ainda serão leiloadas instalações de granel sólido mineral (STS53) e granéis vegetais (STS11).

Arrendatários

De acordo com a Autoridade Portuária, importantes investimentos em terminais devem ser concluídos no próximo ano. Na lista, está a ampliação em 220 metros do cais dos terminais da Santos Brasil. A empresa terá um cais de 1.200 metros de extensão no Tecon Santos e 310 metros no TEV. Também estão previstos investimentos no aprofundamento e no reforço da estrutura para a instalação de trilhos para os novos portêineres e, ainda, a aquisição de dois portêineres, 30 reboques e 30 terminal tractors. Os investimentos somam R$ 420 milhões. 

O terminal XXXIX também fará aportes de R$ 89 milhões na aquisição de um shiploader (equipamento para o embarque de grãos). 

Acessos

Sobre os acessos, a Autoridade Portuária destaca investimentos de R$ 2 bilhões. Neste pacote estão as obras da Avenida Perimetral da Margem Direita (trecho Macuco-Ponta da Praia), a construção de um viaduto na entrada da Cidade e de passarelas que vão impedir cruzamentos entre veículos e vagões na Margem Direita. 

Nos acessos ferroviários, os investimentos incluem a construção de um retropátio do Valongo/Alamoa, além da terceira linha do Valongo, a pera na região de Outeirinhos, novas linhas no pátio do Macuco e um retropátio da Prainha (Guarujá).

Tudo sobre: