Caminhoneiros preparam carreata contra o PDZ do Porto de Santos

Categoria diz que plano irá desempregar caminhoneiros da região

O Sindicato dos Transportadores Rodoviários Autônomos de Bens da Baixada Santista e Vale do Ribeira (Sindicam) realizará, nesta quinta-feira (27), uma carreata em protesto contra o Plano de Desenvolvimento e Zoneamento Portuário (PDZ) do Porto de Santos.

A categoria protesta porque o plano muda a área de exploração dos terminais 34 a 37, que eram pertencentes ao Grupo Libra. O local, que era explorado para movimentação de conteineres, deverá abrigar terminais de celulose.

A manifestação está  marcada para às 8 horas, com saída no retão da Alemoa. Eles devem seguir até a Ponta da Praia e fazer o retorno. Um movimento que o ex-presidente do Sindicam, Alexsandro Viviani, classificou como um "abraço no Porto". Em um vídeo, ele convocou outros caminhoneiros a participar.

"Mostrando que nós somos unidos, que nós somos contra o que estão fazendo no porto, que é desempregar o caminhoneiro da região", disse Viviani, conhecido como Italiano.

O sindicalista também ressaltou que o fechamento do Grupo Libra no Porto de Santos desempregou 7 mil pais de família. E que estão querendo fechar outras duas grandes empresas que atuam no Porto de Santos.

Tudo sobre: