EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

14 de Julho de 2020

BNDES é contratado para estudar privatização do Porto de Santos

Anúncio foi feito pelo ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas

O Governo Federal deu mais um passo para mudar o modelo de gestão do Porto de Santos. Na segunda-feira (20), o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, anunciou que a pasta já assinou o contrato com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), para que a entidade de fomento realize os estudos para a privatização da Autoridade Portuária de Santos.

O anúncio ocorreu durante a participação de Freitas de uma live da Associação Brasileira da Infraestrutura e Indústrias de Base (ABDIB).

A oficialização da contratação do BNDES estava prevista para esses dias. Na semana passada, em live promovida pelo Grupo Tribuna, o secretário nacional de Portos e Transportes Aquaviários, do Ministério, Diogo Piloni, informou que o contrato seria assinado nos dias seguintes.

Desde a eleição do presidente Jair Bolsonaro, no final de 2018, sua equipe defendia a privatização da administração do Porto – suas operações já estão sob o controle da iniciativa privada desde os anos 90. A ideia é que o Ministério e o BNDES estudem o melhor modelo para garantir que o setor privado participe dessa gestão, garantindo um aumento de eficiência no complexo.

Tudo sobre: