Ronaldinho Gaúcho se manifesta após morte da mãe: 'Inspiração de força e alegria'

Dona Miguelina tinha 71 anos e faleceu por complicações do coronavírus

Três dias depois do falecimento de sua mãe, dona Miguelina, Ronaldinho Gaúcho se manifestou pela primeira vez na noite de terça-feira. O ex-jogador utilizou suas redes sociais para se pronunciar e emitiu um breve comunicado para agradecer as mensagens que está recebendo nos últimos dias pela morte da pessoa que era a sua maior inspiração.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

"Eu e minha família agradecemos a todos vocês o carinho e apoio que estamos recebendo neste momento tão difícil. Minha mãe foi inspiração de força e alegria para todos que a conheceram e vai continuar exercendo sua luz em nossas vidas para sempre. Com a garra que ela nos ensinou, vamos continuar nossa caminhada. Obrigado", publicou.

Dona Miguelina tinha 71 anos e foi mais uma vítima do novo coronavírus. Ela estava internada em Porto Alegre em tratamento contra a doença desde dezembro de 2020, mas não resistiu às complicações. Seu corpo foi sepultado no último domingo, em uma cerimônia reservada para família e amigos.

Ronaldinho Gaúcho havia comunicado a internação da sua mãe, em função da covid-19, em publicação no Twitter em 21 de dezembro e chegou a pedir orações aos fãs. "Queridos amigos, minha mãe está com covid-19 e estamos na luta para que ela se recupere logo. Ela está no centro de tratamento intensivo, recebendo todos os cuidados. Agradeço desde já as orações, as energias positivas e o carinho de sempre. Força mãe", escreveu na época.

Dona Miguelina passou por um grave problema de saúde quando o filho defendia o Atlético-MG, mas conseguiu superá-lo. Em 2012, ela tratava um câncer e recebeu a solidariedade dos torcedores do clube em um banner com uma mensagem de apoio e fé, que contava com uma foto dela ao lado de Ronaldinho Gaúcho e que foi lançada ao céu, através de balões, antes de um confronto com o Grêmio.

A ação emocionou Ronaldinho Gaúcho e foi citada algumas vezes por ele em declarações públicas. No ano seguinte, o craque revelou que sua mãe havia superado o câncer. E antes do primeiro jogo da final do Campeonato Mineiro, contra o Cruzeiro, ela entrou no gramado do estádio Independência ao lado do filho e trajada com a camisa do clube, sendo saudada pelos torcedores.

Tudo sobre: