Médico Anthony Wong morre de parada cardiorrespiratória em São Paulo

Wong era toxicologista, embaixador do Instituto Trata Brasil, pediatra do Instituto da Criança do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da USP; médico defendia o uso de hidroxicloroquina para tratar Covid-19

O médico pediatra Anthony Wong morreu nesta sexta-feira (15), no Hospital Sancta Maggiore, em São Paulo devido a uma parada cardiorrespiratória. O médico toxicologista, que criticava medidas de prevenção contra o coronavírus, era um apoiador do uso de hidroxicloroquina para tratar casos de Covid-19. 

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal e dezenas de descontos em lojas, restaurantes e serviços!

O Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP) emitiu nota e lamentou o falecimento do médico. Wong tinha 73 anos, estava internado no Hospital Sancta Maggiore, onde faleceu, desde dezembro.

Em nota, a família informou que ele foi hospitalizado com queda de pressão e mal-estar e diagnosticado com úlcera gástrica e hemorragia digestiva em dezembro. Durante o período de internação, houve descompensação do padrão cardíaco e padrões de fibrilação atrial. 

*com informações de UOL

Tudo sobre: