Fabrício Queiroz negocia delação premiada com Ministério Público do Rio de Janeiro

Ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro teria pedido garantias de proteção no processo para sua mulher e suas filhas

Fabrício Queiroz, ex-assessor do senador Flávio Bolsonaro (Republicanos-RJ) negocia a realização de uma delação premiada com o Ministério Público do Rio de Janeiro. As informações são da emissora de televisão CNN.

Segundo a publicação, Queiroz, que foi preso no último dia 18 em uma operação da Polícia Civil e do Ministério Público de São Paulo em Atibaia, no interior de SP, se preocupa com sua família. De acordo com fontes envolvidas no caso, ele teria pedido garantias de proteção no processo para a mulher, Márcia Aguiar de Oliveira, foragida, e para as filhas, Nathalia Mello e Evelyn Mello.

As três são investigadas no esquema “rachadinha” dentro da Assembleia Legislativa do Rio de Janeiro (Alerj). No esquema, funcionários dos gabinetes dos parlamentares devolviam parte de seus pagamentos a políticos e assessores. Além disso, o ex-assessor de Bolsonaro também pede para que cumpra prisão domiciliar.

Ainda de acordo com a publicação, a negociação está em um impasse, pois os promotores querem garantias de que terão novas informações sobre o esquema, e não apenas fatos já conhecidos. Queiroz estaria preocupado que as filhas venham a ser presas e que Márcia seja localizada.

*com informações da CNN

Tudo sobre: