EDIÇÃO DIGITAL

Domingo

24 de Março de 2019

Bolsonaro critica mídia por zombaria à Damares Alves após vídeo sobre goiabeira

Por meio do Twitter, presidente eleito chama repercussão na imprensa e nas redes sociais de "lamentável"

O presidente eleito Jair Bolsonaro defendeu, nesta quinta-feira (13) ,a futura ministra dos Direitos Humanos, Damares Alves, depois de um vídeo, em que ela fala afirma ter falado com Jesus em uma goiabeira, ter sido disseminado nas mídias sociais na última semana.

Em sua conta oficial no Twitter, o futuro chefe do Executivo brasileiro chamou de "lamentável" a repercussão gerada na imprensa e nas redes sobre a fala da recém nomeada à Esplanada dos Ministérios. Segundo a pastora, o episódio teria evitado que ela cometesse um suicídio em uma goiabeira, onde iria se envenenar, aos 10 anos.

O vídeo que mostra o testemunho da líder religiosa foi divulgado esta semana nas redes sociais.  O trecho da exposição tem um pouco mais de dois minutos e foi gravado em maio de 2016, durante uma pregação da pastora chamada "Infância Protegida", na congregação evangélica Igreja Batista da Lagoinha, em Belo Horizonte (MG).

Damares foi zombada nas redes sociais devido a testemunho em goiabeira (Foto: Reprodução)

No espisódio, Damares afirma que quando era criança tinha o hábito de subir em uma árvores de goiabas para chorar. Em uma dessas ocasiões, ela pegou um recipiente com um veneno não identificado, subiu na goiabeira e, enquanto se preparava para consumir o produto, teve uma visão.

De acordo com ela, o próprio Jesus Cristo apareceu em sua frente para evitar que o pior acontecesse. Ao vê-Lo, Damares pediu para que o Messias não subisse, temendo que este caísse da árvore. Entretanto, Ele não teria atendido o pedido de Damares e a tirou de lá.

A fala da ministra gerou muita repercussão na imprensa e foi motivo de zombaria por usuários de redes sociais. Em resposta a isso, o presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou, em sua conta no Twitter, que considera "surreal e extremamente vergonhoso ver setores da grande mídia debocharem do relato da futura Ministra Damares Alves sobre a fé em Jesus Cristo". 

Ainda na publicação, o futuro presidente também afirma que o testemunho gira em torno de uma experiência que "a livrou de um suicídio desejado por conta de abusos sofridos na infância". 

A futura ministra ainda não se pronunciou sobre a repercussão do vídeo ou sobre o posicionamento de Bolsonaro. A pastora tem recebido diversas críticas, principalmente, por se posicionar contra o aborto.