AT Carreiras: Fisioterapia vem crescendo muito nos últimos anos

Universidade Paulista (Unip) de Santos oferece grande infraestrutura para os estudantes.

O fisioterapeuta é aquele profissional que usa exercícios, equipamentos e massoterapia para ajudar seus pacientes a se recuperarem de lesões, prevenirem doenças e desenvolverem a capacidade física do corpo. Para os tratamentos funcionarem, é preciso ter muita técnica, conhecimento e cuidado. 

A Universidade Paulista (Unip) de Santos oferece a formação em Fisioterapia em oito semestres, dando a oportunidade dos alunos aprenderem com uma infraestrutura de qualidade e treinarem na clínica da própria universidade. 

Fisioterapia

Para o coordenador do curso de Fisioterapia da Unip Santos, Erik Oliveira Martins, os avanços na produção e publicação científica, a abertura de novas especialidades e o auxílio das mídias favorecem para manter o mercado de trabalho em alta.

"Temos uma boa procura de pessoas mais velhas, até formados em outras áreas, mas o curso tem uma predominância de jovens. O profissional visa a promoção de saúde e recuperação da funcionalidade do paciente, através de condutas e estratégias terapêuticas baseadas em evidências científicas", afirma.

Unip oferece graduação em fisioterpaia em quatro anos (Foto: Reprodução)

O fisioterapeuta Marcos de Toledo Filho se formou na Unip Santos, ingressou no mestrado logo em seguida, teve experiência na área clínica e hoje é especialista em ortopedia e docente da própria instituição. Ele garante que estudar na Unip fez toda a diferença na sua carreira. 

"A estrutura e o corpo docente proporcionaram vivências em diversas áreas, o que me aproximou da profissão. Já o convênio com outras instituições e o estímulo à pesquisa me deram oportunidade de ter contato com a área acadêmica. Essa formação contribuiu para uma rápida inserção no mercado de trabalho", explica.

A especialista em Recursos Humanos da Espaço Santista RH Andréa Marques garante que o mercado de trabalho da fisioterapia vem crescendo muito nos últimos anos. Além de habilitar os profissionais a trabalharem com prevenção, recuperação e reabilitação, aprática também á adotada em diversas outras áreas.

"Uma área que cresce muito é a organizacional. Algumas empresas pedem que os candidatos passem por um teste de fisioterapia, para serem contratados. Outras áreas que estão e destaque são a esportiva, do trabalho, neurofuncional, aquática, cardiovascular, acupuntura, respiratória, dermatologia, oncologia e ortopedia". 

Profissionais da fisioterapia ajudam na recuperação de lesões (Foto: Reprodução)

Ficha técnica:

Duração: 8 semestres (4 anos)   

Tipo do curso: Bacharelado

Grade Curricular: Anatomia, Fisiologia, Neuroanatomia, Cinesiologia, Biomecânica e Dermato-funcional, entre outras. 

Atividades práticas: o aluno realiza práticas desde o início do curso, baseada nas abordagens teóricas em sala de aula, reforçando a construção do conhecimento. Também é incentivado a frequentar a clínica de Fisioterapia UNIP para acompanhar as rotinas de atendimento clínico da comunidade.

Infraestrutura: laboratórios de cinesiologia, anatomia, eletrotermofototerapia, informática, microscopia e multifuncional, além de hidroterapia e a clínica universitária.

Materiais: estetoscópio, esfigmomanômetro, goniômetro, martelinho de reflexos, fita métrica, máscara e óculos de proteção para UTI.

Estágio: é obrigatório a partir do sexto semestre. Os estágios são oferecidos pela universidade, em parceria com várias instituições. Os alunos são acompanhados por docentes e supervisores de estágio.

Áreas de estágio: saúde coletiva, saúde do adulto com ênfase em gestante, saúde do idoso, ortopedia, traumatologia e lesões do esporte, fisioterapia desportiva, neurologia adulto e infantil, UTI e enfermaria.

Perfil: pessoas comprometidas e engajadas, que se identificam em auxiliar o paciente na recuperação do potencial funcional, proporcionando melhorias na qualidade de vida, seja nas lesões ortopédicas, neurológicas ou cardiorrespiratórias.

Salário: o piso salarial gira em torno de R$ 3.200 para 30 horas semanais.

Especializações: Pós-graduação Lato Sensu e Stricto Sensu. 

Educação continuada: são oferecidos diversos cursos livres, nas áreas de fisioterapoia do trabalho, perícia judicial, ergonomia, UTI, cardiorrespiratória, desportiva, saúde da mulher, ortopedia, terapia manual, neurologia adulto e infantil e dermatofuncional, entre outros.

Áreas de atuação: o profissional pode atuar em hospitais, clínicas, consultórios particulares, empresas, laboratório de pesquisas, clubes e associações esportivas e na carreira docente, entre outros.

Principais funções: o profissional fisioterapeuta, no primeiro atendimento, realiza a anamnese, através das informações colhidas e pela inspeção e palpação realizada, pelos exames de imagens, testes de força muscular e de amplitude de movimentos. Depois, registra as informações em prontuário, elaborando o diagnóstico e organizando os objetivos e condutas, prescrevendo os recursos fisioterapêuticos.

Mercado de Trabalho: vem aumentando a oferta de vagas em serviços públicos e privados. Por se tratar de profissional liberal, muitos ainda abrem seus consultórios e clínicas.

Tudo sobre: