AT Carreiras: Cursos de Tecnologia oferecem rápido ingresso no mercado de trabalho

Universidade Paulista (Unip) de Santos oferece graduação em apenas dois anos

O coordenador dos cursos de Tecnologia da Unip de Santos, João Carlos Martins, garante que ano a ano vem crescendo a demanda do mercado por profissionais qualificados na área de Tecnologia da Informação. Isso porque as empresas estão percebendo a necessidade desta área estratégica para o crescimento e diferencial dos negócios.

“Devido à demanda do mercado de trabalho e ao perfil dos jovens para o aprendizado e formação mais rápida, os cursos de formação tecnológica na área de TI são muito mais atrativos, os quais são direcionados com atividades mais práticas, tal como as vivenciadas nas organizações”.

Os estudantes que optam por cursos superiores de tecnologia contam com diversos benefícios que ajudaram muito no desenvolvimento da carreira. O aluno consegue ser rapidamente habilitado para desempenhar as funções exigidas na área que escolheu, o que aumenta consideravelmente o nível de competitividade. Além disso, oferecer oportunidade de ampliação e diversificação de carreira para os já graduados.

A Universidade Paulista (Unip) de Santos oferece os cursos de tecnologia com formação em apenas dois anos. São eles: Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Gestão da Tecnologia da Informação, Jogos Digitais, Redes de Computadores e Automação Industrial.

Cursos de Tecnologia

A especialista em Recursos Humanos Suraia Cassab garante que o menor tempo de duração do curso é uma grande vantagem, pois possibilita uma ingressão mais rápida no mercado de trabalho. Ela garante que esses cursos são válidos como nível Superior, o que ajuda na participação de processos seletivos para cargos públicos. O estudante também tem passe livre para fazer depois uma pós-graduação ou um mestrado.

“Assim, a pessoa não investe tanto no Ensino Superior, mas investe em uma especialização. Outro benefício é que esses cursos costumam ser bem mais baratos, o que é muito interessante para as pessoas que não têm condições de investir em uma graduação de quatro anos. Os cursos tecnológicos também são mais práticos, então o aluno sai da faculdade mais especializado, o que ajuda no mercado de trabalho”.

Os cursos de tecnologia oferecem rápida habilitação aos alunos (Foto: Reprodução)

Ficha técnica:

Duração: 2 anos (4 semestres).

Tipo do curso: Tecnológico.

Grade Curricular: As principais disciplinas do curso são Análise, Projetos e Programação Orientada a Objetos; Engenharia de Software; Linguagem e Técnicas de Programação; Projeto de Interface com o Usuário; e Desenvolvimento de Software para Internet.

Atividades práticas: Os alunos desenvolvem diversos exercícios e principalmente trabalhos práticos (TPs) individual ou em grupo, como se estivessem no mercado de trabalho.

Infraestrutura: São disponibilizados nove laboratórios de informática com aplicativos mais utilizados no mercado de trabalho voltados para as atividades práticas.

Materiais: Não há necessidade de materiais específicos, pois as atividades poderão ser realizadas nos laboratórios da UNIP.

Estágio: O estágio não é obrigatório para o curso, mas as empresas costumam absorver muitos alunos, pois é sabido da preparação direcionada ao mercado de TI para as áreas de infraestrutura, suporte e desenvolvimento.

Perfil: Ter raciocínio lógico e rápido para resolver problemas, dominar o português e ter capacidade de trabalhar em equipe.

Especializações: O curso habilita o aluno a continuidade em especializações (pós), MBA, Mestrado e Doutorados na área de Sistemas da Informação.

Educação continuada: A UNIP oferece diversos minicursos, cursos extracurriculares e palestras com profissionais atuantes no mercado de trabalho.

Áreas de atuação: O campo de atuação inclui empresas de planejamento, desenvolvimento de projetos, assistência técnica e consultoria; empresas de tecnologia; companhias ligadas a serviços, indústria ou comércio; ONGs; órgãos públicos; institutos e centros de pesquisa; e Instituições de ensino.

Principais funções: Projetar, desenvolver, implantar e manter Sistemas de Informação; gerenciar equipes de desenvolvimento de sistemas; diagnosticar problemas e propor melhorias baseadas em sistemas computacionais; aplicar adequadamente recursos computacionais (hardware e software); projetar e implementar Sistemas de Informação aderentes aos objetivos estratégicos das organizações; e produzir software utilizando métodos e técnicas adequadas e visando a alcançar os atributos essenciais de software.

Mercado de Trabalho: Analista de sistemas; projetista de software; desenvolvedor de software; e gerente de projetos de sistemas de informação.

Apesar de terem apenas dois anos de duração, os cursos de tecnologia são considerados de nível superior (Foto: Reprodução)

Tudo sobre: