EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

9 de Dezembro de 2019

Diniz trata jogo contra o Inter como 'final' para ir direto à Libertadores

Técnico do São Paulo afirma que time não pensa em nada além de conseguir se classificar para a fase de grupos do torneio sul-americano

Garantido na Libertadores do ano que vem, na fase prévia, o São Paulo quer conseguir se classificar para a etapa de grupos da competição. Após a derrota para o Grêmio, neste domingo (1º), o técnico Fernando Diniz classificou o jogo contra o Internacional, na próxima rodada do Campeonato Brasileiro, como uma final.

"A pressão em um time como o São Paulo existe. No São Paulo e em outros grandes, pelo tamanho e pelo tempo sem títulos, existe. Mas o time absorve bem. Não tenho queixa dos jogadores. No melhor momento do jogo tomamos o gol e outros dois na sequência. Mas num time como o São Paulo quase sempre tem pressão. São um clube e uma torcida apaixonados por Libertadores. Então tem pressão para classificar direto. Temos uma decisão contra o Inter na quarta-feira", disse o treinador após o revés por 3 a 0, em Porto Alegre.

Diniz ainda disse que o Tricolor é o time, dos que treinou, que mais tem sua marca em dois meses de trabalho. "Acho que o São Paulo tem a minha cara em muitos jogos se você relativizar o tempo em que estou aqui. Se você for no Audax, Fluminense ou Athlético-PR com dois meses, o São Paulo é o time que mais tem minha cara nesse período".

O São Paulo recebe o Inter nesta quarta-feira (4), às 21h30 (de Brasília), no Morumbi. A partida é um confronto direto, visto que o Colorado figura abaixo do Tricolor na tabela, em sétimo lugar, com 54 pontos contra 57 do adversário.

Tudo sobre: