STJD converte pena de Marinho, e atacante está liberado para enfrentar o Vasco

Jogador havia sido punido por expulsão contra o Ceará, no segundo duelo da Copa do Brasil

O atacante Marinho está liberado para enfrentar o Vasco, às 16 horas deste domingo (20), em São Januário, pela 26ª rodada do Campeonato Brasileiro. O Santos, por meio do seu Departamento Jurídico, entrou com  pedido para converter a punição de uma partida de suspensão, aplicada pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), em medida de interesse social. A solicitação foi aceita pelo STJD nesta sexta-feira. 

Clique e Assine A Tribuna por R$ 1,90 e ganhe acesso ao Portal, GloboPlay grátis e descontos em lojas, restaurantes e serviços!

Com isso, o atleta deverá pagar multa de R$7,5 mil à ONG Mamas do Amor, instituição escolhida pelo STJD do Futebol.

O atacante só será desfalque se não tiver condições de jogo por lesão ou caso o técnico Cuca decida poupá-lo em razão da maratona de jogos.

Marinho foi expulso após o apito final do duelo de volta das oitavas de final da Copa do Brasil, no Castelão, em Fortaleza, quando o Santos foi derrotado por 1 a 0 e acabou  eliminado.

Irritado com a atuação do árbitro Leandro Vuaden no confronto, Marinho proferiu uma série de ofensas direcionadas a ele, que foram registradas na súmula da partida.

“Expulsei com cartão vermelho o atleta número 11, do Santos, Mario Sérgio Santos Costa, por após o término do jogo vir em minha direção proferindo as seguintes palavras: 'Você é muito fraco, vai tomar no c..., aqui é Santos'. Informo que o mesmo teve que ser contido por integrantes da comissão técnica, pois tentava se aproximar da arbitragem”, escreveu Vuaden. 

Apesar da expulsão ter ocorrido na Copa do Brasil, o artigo 66 do regulamento da competição diz que “se ao final de uma competição restar pendente penalidade de suspensão por partida, aplicada ao atleta pelo STJD, seu cumprimento dar-se-á, obrigatoriamente, na primeira partida de competição subsequente coordenada pela CBF, dentre aquelas que estejam em andamento, desde que o atleta esteja inscrito para a mesma”.

Ou seja, como o julgamento ocorreu na última segunda-feira (14), Marinho teria que cumprir a pena no duelo deste domingo frente a equipe cruzmaltina. 

Tudo sobre: