EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

10 de Agosto de 2020

Sem mais casos de Covid-19, Santos faz o segundo treino com bola

A atividade teve trabalhos de finalizações e de movimentações táticas sob orientações de Jesualdo

Aos poucos, a rotina no CT Rei Pelé ganha ares de normalidade. Na tarde desta quinta-feira (2), o elenco alvinegro realizou o segundo trabalho com bola desde o início da pandemia do novo coronavírus. O treinamento foi de finalizações e com movimentações táticas sob orientações do técnico Jesualdo Ferreira. 

Com exceção de Renyer, que se recupera de uma cirurgia nos ligamentos do joelho, o treinador português tem todos os atletas à disposição. Inclusive com a presença de Jean Mota, que interessa ao Fortaleza. 

Jesualdo ainda recebeu a boa notícia de que na segunda bateria de testes de Covid-19 nenhum jogador foi diagnosticado com a doença – na reapresentação do grupo, um atleta e oito funcionários tiveram diagnóstico positivo para a doença. 

“Está sendo muito bom poder reencontrar a bola, tocar nela e poder matar a saudade. Agora precisamos dar sequência ao trabalho e recuperar o tempo perdido, afinal, ficamos três meses praticamente parados. É um segundo passo, após passarmos pelas avaliações da semana passada”, disse o volante Diego Pituca ao site oficial do clube. 

O meio-campista também comemorou o fato de ele e os demais companheiros terem retornado às atividades em boas condições físicas. 

“A gente se cuidou, todos os jogadores treinaram durante a quarentena, justamente para não perder tanto ritmo. Esses bons resultados são consequência disso”, acrescentou. 

O elenco profissional volta aos treinamentos na tarde desta sexta-feira (3),  dividido em dois, como tem ocorrido desde a semana passada.

Tudo sobre: