EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

22 de Fevereiro de 2019

Santos tenta a contratação de atacante do Goiás, mas encontra dificuldade

A multa rescisória de Michael, que tem 22 anos, é de aproximadamente R$ 21 milhões

Caso o atacante Michael, do Goiás, seja o plano A da diretoria do Santos para suprir a saída de Bruno Henrique, vendido ao Flamengo, é bom o presidente José Carlos Peres começar a pensar em outras possibilidades. Em entrevista para A Tribuna On-line, o vice-presidente presidente do clube esmeraldino, Mauro Machado, revela que negociar o atleta neste momento é algo impensável.

De acordo com o cartola, o atleta de 22 anos só será envolvido em alguma negociação no final da atual temporada. O Goiás acredita que disputando a Série A do Campeonato Brasileiro conseguirá valorizar o atacante.

“O Santos realmente fez uma proposta, mas não é do nosso interesse vendê-lo agora. Nós vamos manter o Michael para a disputa do Campeonato Brasileiro e, se ele tiver que sair, só iremos negociar após a competição, pois acreditamos que ele pode se destacar e chegar ao final do ano ainda mais valorizado”, disse o dirigente. 

Representante do jogador, Eduardo Maluf também conversou com o site e disse que, apesar da proposta do Peixe, o atacante segue focado nos treinamentos do Goiás. “Não sabemos se o Santos irá aumentar a proposta. Outros clubes também nos procuraram. Mas o Michael tem contrato com o Goiás e vai continuar trabalhando normalmente”.

Apesar da direção esmeraldina não estipular preço por seu camisa 11, uma proposta de 5 milhões de euros (cerca de R$ 21 milhões na cotação atual), valor da multa rescisória, tiraria o jogador do time da Serrinha. 

Vale ressaltar que Bruno Henrique está perto de ser anunciado pelo Flamengo após uma negociação que irá render R$ 23 milhões aos cofres alvinegros, mais o empréstimo do volante Ronaldo por um ano. Ao final do vínculo, o Peixe poderá comprar os direitos econômicos do meio-campo rubro-negro por 3 milhões de euros (R$ 12 milhões).