Santos disputa a segunda melhor campanha da Libertadores com Boca Juniors e Palmeiras

Se confirmar a campanha e a classificação o Peixe irá decidir as oitavas de final na Vila Belmiro

A vitória por 2 a 1 sobre o Delfín, na noite desta quinta-feira (24), no Equador, além de deixar o Santos, líder do Grupo G com 10 pontos, bem próximo da classificação às oitavas de final da Copa Libertadores, faz com que a equipe passe a ter a quarta melhor campanha da competição após quatro rodadas disputadas.

O Nacional, do Uruguai, com 12 pontos obtidos e 100% de aproveitamento, fruto de quatro vitórias em quatro partidas, é o dono do melhor retrospecto até o momento no principal torneio sul-americano. 

Na sequência, com 10 pontos, há um tríplice empate entre Boca Juniors, Palmeiras e o Santos. Os argentinos e os palmeirenses anotaram sete gols até aqui, mas a diferença a favor do time hexacampeão da Libertadores se dá na defesa, levando somente um gol até aqui, contra dois tomados pelo Palmeiras.

Já o Peixe fica em quarto lugar na campanha geral do torneio por ter apenas cinco gols marcados e dois sofridos até o momento, com saldo de três. Nenhuma partida vencida pelo Santos na Libertadores deste ano foi com diferença superior a um gol: 2 x 1 no Defensa y Justicia e 1 x 0 e 2 x 1 sobre o Delfín. Houve ainda um 0 a 0 contra o Olimpia.

Caso consiga confirmar essa campanha, o Peixe disputará não só o segundo jogo da próxima fase, como também uma hipotética segunda partida das quartas de final da Libertadores, dentro da Vila Belmiro. Se melhorar o retrospecto e acabar a primeira fase entre os dois melhores, ainda terá a chance de decidir uma semifinal em casa. 

A decisão, ainda sem data definida, será realizada em uma só partida, no Maracanã.

O Santos tem mais dois compromissos pela fase de grupos. Na próxima quinta-feira (1º), a equipe visitará o Olimpia, no Paraguai, e depois, no dia 20, recebe o Defensa y Justicia, em casa.

Tudo sobre: