Patrocinadores garantem continuidade após Santos romper com Robinho

Tekbond, que havia ameaçado encerrar parceria, revê posicionamento após a saída do atacante

A suspensão do contrato entre Santos e Robinho, anunciada nesta sexta-feira (16), começa a tranquilizar os patrocinadores do clube. A Casa de Apostas e Tekbond, empresa de colas, selantes, tintas e soluções para o lar, por meio de nota, confirmou que dará continuidade à parceria com o time da Vila Belmiro. 

A marca cogitava romper o contrato com o Peixe se o atacante não fosse desligado do elenco alvinegro. 

“Diante da definição pela suspensão do contrato com o jogador, a Tekbond decidiu pela manutenção do seu patrocínio ao clube. Estamos certos de que a melhor atitude foi tomada pelo clube. O Santos é dono de uma história grandiosa, uma das mais reconhecidas e amadas no mundo do futebol”, se posicionou a Tekbond. 

“Reiteramos o nosso repúdio a toda e qualquer forma de violência, e defendemos que o respeito às mulheres deve estar presente na sociedade, assim como também no futebol. A promoção ao respeito, à igualdade de gêneros e à diversidade faz parte dos nossos compromissos e orienta nossas operações e relacionamentos”, acrescentou. 

A Casa de Apostas, em contato com a Reportagem, confirmou que segue no clube normalmente.

Com a rescisão do contrato de Robinho, a tendência é de que os demais patrocinadores do Santos sigam como parceiros do clube. 

O retorno do jogador à Vila Belmiro foi cercado de polêmica. Robinho foi condenado em primeira instância pela Justiça italiana, no ano de 2017, em razão de um crime sexual que ele, em conjunto com cinco amigos, teria cometido contra uma albanesa, em 2013, quando defendia o Milan.

Nesta sexta, trechos do processo foram divulgados pelo GE, e nele estão transcritos áudios obtidos por meio de autorização judicial. Nesses áudios, Robinho nega as acusações de estupro e sustenta que manteve relação de sexo oral com a vítima de forma consensual.

Tudo sobre: