EDIÇÃO DIGITAL

Quarta-feira

23 de Outubro de 2019

Após dar aval para vinda de Cueva, Sampaoli defende o jogador, que ainda não convenceu no Santos

O treinador argentino defendeu o meio-campista e disse que não desistirá do jogador

Vice-campeão da Copa América com a seleção do Peru, o meio-campista Christian Cueva ainda não conseguiu justificar a sua contratação pelo Santos. Desde que chegou à Vila Belmiro, o jogador não completou uma partida e teve apenas atuações discretas. Para Jorge Sampaoli, o atleta teve um período de adaptação ao seu trabalho e, por isso, se vê responsável pelo mau momento do peruano. 

"Cueva é um jogador que teve dificuldade para se adaptar à forma de jogar. A responsabilidade é do jogador que não se adapta ou do treinador que não consegue adaptar o jogador. Tudo chega com o tempo, mas como no futebol não há tempo, falaram que o Cueva não serve. Não é assim. Cueva é um jogador da seleção peruana, temos que seguir trabalhando para que ele se adapte ao Santos", declarou Sampaoli. 

Ainda segundo o treinador argentino, é errado usar esse momento ruim do jogador no clube para cobrá-lo excessivamente.

"Essa exigência de que chegou sendo um jogador importante, para ele é maior (a responsabilidade). Ele tem de dar mais do que pode, porque pode mais que alguns outros. A responsabilidade é mútua, tanto de Cueva quanto minha. Vamos trabalhar até o último dia para que isso funcione. Obrigar demais é que não pode", acrescentou o técnico.

Cueva desfruta de um período de descanso por ter disputado a Copa América até o último dia 7. O meio-campista retornará às atividades no CT Rei Pelé no próximo dia 17. Por isso, estará fora da partida deste sábado (13), às 19 horas, em Salvador, contra o Bahia, pelo Campeonato Brasileiro

Tudo sobre: