EDIÇÃO DIGITAL

Quinta-feira

13 de Agosto de 2020

Rogério Ceni aceita receber salário atrasado para que outros funcionários do Fortaleza sejam pagos

Auxiliares do treinador também estão de acordo com a condição em meio à crise financeira causada pela pandemia

Com a pandemia do novo coronavírus, que levou à paralisação total do futebol no Brasil, a maioria dos clubes está enfrentando uma crise financeira devido à falta de remuneração dos campeonatos. Um deles é o Fortaleza. Técnico do Leão do Pici, Rogério Ceni teve uma atitude que ajudará outros funcionários do clube a serem pagos durante esse momento difícil.

O ex-goleiro aceitou receber seu salário atrasado para que o clube mantivesse a folha salarial de outros funcionários em dia. A condição foi apresentada pelo presidente Marcelo Paz, e tanto Ceni quanto seus auxiliares técnicos concordaram prontamente em abrir mão da remuneração de um mês momentaneamente para que outros sejam pagos.

Rogério Ceni está à frente da equipe do Fortaleza desde 2018. Em 2019, ele deixou o clube para assumir o Cruzeiro, mas a passagem do treinador foi curta em Belo Horizonte, e ele logo retornou ao clube do Ceará. No fim do ano passado, o técnico doou R$ 100 mil de seu próprio bolso para a conclusão do centro de excelência do Fortaleza.

*Com informações do UOL

Tudo sobre: