Presidente do CPB põe centro de treinamento paralímpico à disposição para combate ao coronavírus

Em suas redes sociais, Mizael Conrado disse que o momento é difícil: 'Por isso, devemos mostrar unidade nas ações"

O Comitê Paralímpico Brasileiro (CPB), por meio de seu presidente, Mizael Conrado, colocou sua infraestrutura à disposição das autoridades para o enfrentamento ao novo coronavírus, somando-se a clubes que estão oferecendo suas dependências para o que for necessário nessa luta contra a pandemia.

Em suas redes sociais, o representante máximo da entidade que cuida do esporte paralímpico no Brasil escreveu que "o momento é difícil, sem precedentes, e, por isso, devemos mostrar unidade nas ações". Ele acrescentou dizendo que o Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro, localizado em São Paulo, na Rodovia dos Imigrantes, poderá ser usado para ações de prevenção e conteção do contágio.

No último dia 13, o CPB anunciou a suspensão das competições que seriam realizadas no CT Paralímpico. Poucos dias depois, ficou decidido que todas as atividades na sede do comitê seriam paralisadas, incluindo treinos das seleções e atletas que se preparam lá e também os trabalhos por parte dos funcionários administrativos.

O Centro de Treinamento Paralímpico Brasileiro possui, ao todo, 95 mil metros quadrados de área construída. Além de todo o equipamento esportivo, há um hotel, um centro administrativo, um centro de medicina e ciência do esporte e uma área de apoio do centro de treinamento.

Tudo sobre: