EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

22 de Fevereiro de 2019

Em busca do índice no atletismo, Rodrigo Valério treina na pista e na rua mirando o Pan

Atleta de Praia Grande se formou em Educação Física ano passado e, em 2019, só pensa nos Jogos do Peru

Depois de se formar bacharel em Educação Física em 2018, o atleta Rodrigo Valério, do atletismo, tem um único objetivo este ano: obter índice técnico para disputar os Jogos Pan-Americanos em Lima, no Peru.

O fundista de Praia Grande está treinando duro, na pista e na rua, em busca de sua maior meta. "As preparações estão seguindo firme. Treino em dois períodos na maioria dos dias, pegando pesado para tentar bater esse índice", falou Valério em contato com a Tribuna On-Line.

O atleta, que representa a equipe Unimes/Memorial/Fupes/Gutto Running, começou a correr em provas de rua para, segundo ele, fazer treinos mais longos e fortes. "É onde se exige 100% do atleta e se simula uma competição. É bom para nós atletas de alto rendimento", disse

No início de 2015, Valério foi diagnosticado com dengue e, por isso, ficou um tempo parado. No mesmo ano, ele deu dar a volta por cima e subir ao pódio em duas competições internacionais.

A primeira delas foi o bronze nos 200m no Campeonato Pan-Americano Juvenil de Atletismo, que foi disputado no Canadá. A segunda conquista foi ter sido tricampeão sul-americano juvenil, também nos 200m, no Equador.

Em 2018, o atleta conquistou o terceiro maior feito de sua carreira. Porém, longe das pistas e ruas: na faculdade. Ele concluiu o curso superior de Educação Física com um Trabalho de Conclusão de Curso sobre atletismo. Afinal, não poderia ser diferente.

"Meu maior desejo é me tornar um grande treinador. Tenho como metas ser um ótimo profissional e buscar me aperfeiçoar cada vez mais para poder errar menos", finalizou.