EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

26 de Março de 2019

Roberto Debski

Roberto Debski mora em Santos, é médico formado pela Faculdade de Ciências Médicas de Santos e psicólogo formado pela Universidade Católica de Santos. É especialista em acupuntura e homeopatia pela Associação Médica Brasileira, pós graduado em Atenção Primária à Saúde e tem diversas formações em Práticas Integrativas e Complementares, Meditação, Constelações Familiares Sistêmicas, EMDR e Coaching. Com foco na saúde física, mental e Qualidade de Vida, estimula a mudança no comportamento, no estilo de vida e na consciência, a fim de melhorar os resultados dos tratamentos clínicos, dos relacionamentos interpessoais e do bem estar.

Previna-se para aproveitar o verão com saúde!

O verão é sinônimo de praia, piscina, festas de final de ano, mas não é só isso.

É frequente no verão o aumento de algumas doenças agudas infecciosas como gastroenterites virais, infecções alimentares, desidratação, insolação, conjuntivite, dengue, micoses, brotoeja, bicho geográfico, otites infecções e inflamações agudas das vias aéreas e outras.

O calor vem com toda força, e devido à umidade consequência das chuvas, ocorre o aumento de insetos, inclusive do Aedes aegypty, que é o vetor do vírus da dengue.

Gastroenterites são infecções virais que são transmitidas entre as pessoas, e as infecções alimentares podem acontecer devido a armazenamento inadequado, má conservação e deterioração dos alimentos.

Conjuntivites virais e bacterianas são transmitidas através do contato entre pessoas infectadas.

Micoses aparecem devido à umidade e calor, condição que favorece a infecção e proliferação dos fungos na pele e mucosas.

O bicho geográfico é causado pela larva migrans após contato com areia contaminada por fezes de animais.

Otites podem ser causadas por contato com água do mar ou piscina desencadeando inflamação da orelha externa, ou média.

As insolações e queimaduras solares acontecem devido a exposição à luz solar sem fotoproteção por tempo prolongado e sem hidratação necessária.

Outras doenças infecciosas também ocorrem no verão com maior ou menor frequência, dependendo de alguns fatores.

A febre amarela, toxoplasmose, dengue, em alguns anos apresentam poucos casos, mas, em outros têm aumento da incidência de casos, com surtos em diversas localidades.

É importante cuidarmos da prevenção, observarmos atentamente a conservação e preservação dos alimentos, evitarmos contato com pessoas infectadas com doenças agudas, e trabalharmos na erradicação dos focos de água parada. 

Além disso, a hidratação e higiene adequadas são fatores fundamentais para evitarmos os casos dessas doenças que podem colocar nosso verão a perder.

Para conscientização a respeito da importância da prevenção e tratamento destes males são úteis os mutirões, as campanhas educativas de prevenção na mídia, nas escolas, locais públicos é de fundamental importância para a conscientização das pessoas.

É importante que os médicos e agentes de saúde eduquem os pacientes para as doenças mais prevalentes de cada época do ano, conservação e higiene dos alimentos e bebidas ingeridas, cuidado com o contato com pessoas com doenças agudas, lavar as mãos frequentemente principalmente antes da ingestão de alimentos, uso de repelente, proteção solar para a pele e os olhos, além de outros cuidados com a prevenção, e com a manutenção da saúde e qualidade de vida.

A prevenção de doenças através das práticas de higiene e cuidados básicos com os alimentos e contato com as pessoas doentes é fundamental para a saúde das pessoas, e para evitar a sobrecarga dos serviços de pronto atendimento, urgência e emergência.

Existe a dúvida de quando o paciente deve procurar o pronto atendimento.

Sempre que houver um quadro de febre prolongada, vômitos, prostração, hemorragias, desmaios, o serviço de pronto atendimento deve ser procurado para que o paciente passe por uma avaliação médica e pelo tratamento indicado para cada caso.

Quando uma doença aguda evolui sem o tratamento necessário, pode haver até mesmo riscos à vida.

A prevenção é sempre a melhor opção.

Cuide de sua saúde e aproveite o verão plenamente.

Muita paz e saúde a você e aos seus!

Dr. Roberto Debski

Este artigo é de responsabilidade do autor e não reflete necessariamente a linha editorial e ideológica do Grupo Tribuna.
As empresas que formam o Grupo Tribuna não se responsabilizam e nem podem ser responsabilizadas pelos artigos publicados neste espaço.