EDIÇÃO DIGITAL

Quinta-feira

17 de Outubro de 2019

Menina faz oração para policial militar no Vale do Ribeira e emociona na web

Registro foi feito a poucas horas do Réveillon, em Iguape, e viralizou nas redes sociais

Uma menina de apenas 5 anos de idade foi flagrada fazendo uma oração a uma policial militar, em Iguape, no Vale do Ribeira. A pequena Eloah Lisboa foi clicada a poucas horas do Réveillon pela mãe da pequena, e gerou comoção na internet.

A cena foi registrada por Taís Lisboa, mãe de Eloah, horas antes da virada de 2018 para 2019. Moradoras de Registro, também no Vale do Ribeira, as duas, acompanhadas da família, foram passar o Réveillon na Barra do Ribeira, em Iguape.

"Estávamos em uma pizzaria, e como ela sempre teve admiração por policiais, viu uma base parada e pediu para tirar uma foto com eles", conta a mãe. Atendendo ao pedido de Eloah, os pais a levaram até a base comunitária da PM.

Após tirar fotos com uma soldado que estava no local, a pequena fez o pedido inusitado. "Ela pediu para orar por ela, e a policial aceitou", conta. A pequena, então, abraçou a agente e, em seguida, fez a oração registrada na foto. "Ela [policial] ficou muito feliz. Permitiu e, depois, a abraçou e sorriu".

Eloah Lisboa posou ao lado da policial militar e da amiga, logo após oração (Foto: Taís Lisboa/Arquivo Pessoal)

A cena acabou nas redes sociais, e não demorou a ganhar centenas de compartilhamentos. A própria policial, a soldado Rosena Gottardo, agradeceu o momento em um comentário. "Muito obrigada por esse momento proporcionado com a Eloah. Foi único, e eu senti uma paz tão grande... Estarei até fevereiro na Operação Verão, então, se for possível, levem ela de novo na base. Ela, agora, é a minha florzinha", escreveu.

"Somos evangélicos, e desde pequena ela tem esse ato espontâneo de querer orar pelas pessoas. Sempre para em alguém e pede para orar, sempre foi dela isso”, conta Taís.

Para a mãe, o sentimento é de gratidão. "Fico feliz de vê-la pensando no próximo, e em ver os policiais como pessoas do bem. Isso é difícil hoje, até mesmo para um adulto", completa.

Tudo sobre: