Jovem morre afogado no Rio Ribeira após família achar que tudo era uma encenação

A família de Jackson achou no primeiro momento que o rapaz estava brincando e não se afogando de verdade.

Um rapaz de 27 anos morreu afogado enquanto nadava e brincava com a família no Rio Ribeira. As informações do caso foram divulgadas pelo Corpo de Bombeiros ao G1 Santos nesta quarta-feira (12). Segundo informações obtidas por ATribuna.com.br, familiares imaginavam que se tratava de uma 'encenação'.

Jackson Fernando dos Santos Oliveira morava na região que é cortada pelo rio. De acordo com os bombeiros de Apiaí, que atenderam a ocorrência, o jovem se afogou na frente dos familiares. Oliveira estava com a família de sua companheira e brincava enquanto nadava no rio.

O soldado Gabriel Borges relatou que participou da ocorrência desde o início e que o homem estava acostumado a ir nadar no local. Por conta disso, a família achou no primeiro momento que Jackson estava brincando e não estava se afogando de verdade. Isso acabou contribuindo para que o homem não fosse socorrido a tempo de ser salvo. 

"Ficaram uns 40 minutos procurando por ele e depois nos acionaram. No primeiro dia, não houve buscas, porque a cidade de Apiaí é longe de Iporanga, cerca de 50 km até lá, e para chegarmos é uma estrada que passa no meio do parque, que é muito ruim", explica o soldado.

O corpo de Jackson foi encontrado no dia seguinte ao afogamento. No início da noite de terça-feira (11), moradores viram o corpo boiando e acionaram a corporação. 

O Corpo de Bombeiros informa que o rio tem partes mais fundas, com cerca de cinco metros. Após o resgate do corpo, os bombeiros contaram as polícias Civil e Militar, que chamaram o serviço funerário. A morte do rapaz foi registrada na Delegacia Sede de Iporanga.

Tudo sobre: