EDIÇÃO DIGITAL

Sexta-feira

23 de Agosto de 2019

Acidente entre cinco veículos bloqueia a Régis e deixa dois feridos

Engavetamento ocorreu na BR-116, na altura de Miracatu. Em decorrência da interdição, uma mulher morreu após ter uma parada cardíaca

Um acidente entre duas carretas, dois caminhões e um ônibus de turismo deixou duas pessoas feridas na Rodovia Régis Bittencourt (BR-116), na madrugada desde sábado (2). O engavetamento ocorreu na altura da cidade de Miracatu, e provocou a interdição total da pista por sete horas.

Segundo a concessionária que administra a rodovia e da Polícia Rodoviária Federal, duas carretas estavam estacionadas no acostamento quando foram atingidas por um dos caminhões. Os demais veículos que vinham na sequência não conseguiram parar a tempo de evitar as colisões. O acidente aconteceu na altura do Km 342.

Uma das carretas envolvidas na ocorrência transportava papelão, e foi destruída por um incêndio, iniciado após a colisão com um dos veículos. Eles ficaram atravessados na pista sul da rodovia, sentido Curitiba (PR).

Conforme informações dos órgãos responsáveis, duas vítimas foram resgatadas. Elas estavam em duas carretas, e apenas uma delas ficou gravemente ferida. No ônibus, que fazia o trajeto Mogi das Cruzes (SP) a Tubarão (SC) eram transportados 32 passageiros e alguns deles tiveram escoriações leves.

A rodovia Régis Bittencourt precisou ser bloqueada, e o tráfego de veículos foi interrompido. As equipes de emergência e resgate foram mobilizadas para o local do acidente. A pista sul permaneceu interditada até o início da manhã, quando foi finalizado o trabalho de rescaldo do Corpo de Bombeiros. A pista Norte, durante o incêndio, chegou a ser bloqueada por segurança.

Engavetamento envolveu cinco veículos, em Miracatu (Foto: Divulgação/ Polícia Rodoviária Federal) 

Ao longo da madrugada, a concessionária registrou 30 quilômetros de congestionamento. Na manhã deste sábado (2), ainda estava com 20 quilômetros de congestionamento do km 309 ao 289, reflexo do acidente.

Decorrência da interdição

A concessionária da rodovia informou que uma mulher, de 25 anos, que estava dentro de uma van parada no km 337 durante o congestionamento, morreu após ter uma parada cardíaca.

Ela passou mal, foi socorrida por amigos no veículo e depois por socorristas da rodovia, que tentaram reanimá-la, mas sem êxito.

A concessionária informou que as equipes de resgate tentaram a massagem cardíaca e os procedimentos de praxe, mas não tiveram sucesso. A jovem seguia com amigos da capital paulista até Florianópolis (SC). O corpo dela foi encaminhado ao Instituto Médico Legal (IML) de Registro, também na região do Vale do Ribeira.