EDIÇÃO DIGITAL

Segunda-feira

14 de Outubro de 2019

Trânsito na Ponte dos Barreiros, em São Vicente, deve mudar nesta quarta-feira

Pelo plano emergencial, será implantado o sistema Siga e Pare nos horários de maior movimento no acesso

A Prefeitura de São Vicente finalizou o plano de restrição ao tráfego viário da Ponte dos Barreiros, principal acesso entre as áreas Continental e Insular da cidade. A proposta será apresentada nesta terça-feira (6) à Vara da Fazenda Pública e, caso aprovada, passa a valer a partir desta quarta-feira (7). A alteração viária no local foi determinada pela Justiça para reduzir os impactos do trânsito às estruturas, que apresentam sinais de deterioração.  

Pelo plano emergencial, será implantado o sistema Siga e Pare nos horários de maior movimento no acesso. A regra é similar à adotada na Ponte Pênsil, no qual apenas um sentido de fluxo ocorre por vez, enquanto no trajeto oposto os veículos ficam represados. A restrição valerá em dois momentos, de segunda a sábado, conforme o volume de trânsito por horário.  

No período das 6h às 10h, a prioridade do fluxo será da área Continental para a Insular. Pelo modelo definido, serão cinco minutos de acesso liberado em direção ao Centro vicentino e três minutos para o sentido oposto.  

Já entre 16h e 20h, a prioridade do trânsito será invertida, ou seja, prioriza-se o trajeto da região central à Área Continental. Os intervalos de fluxo se manterão, sendo cinco de siga e três minutos de pare. Nos demais horários e aos domingos, não será adotado nenhum esquema especial.  

Apoio 

A Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (Setrans) afirma ter solicitado apoio da Polícia Militar para reforçar a segurança dos motoristas durante a operação. Para a divulgação da operação, faixas serão afixadas nas vias próximas à ponte, solicitando aos motoristas que evitem a região nos períodos diferenciais.  

Seis agentes de trânsitos – distribuídos em dois veículos e duas motocicletas – serão deslocados para diligência durante o período de restrição.

Também haverá pontos de retenção ao trânsito, nas áreas Insular e Continental, nas cabeceiras da ponte e na parte de solo firme, a fim de que seja evitada a sobrecarga no equipamento inaugurado em 1995.

Emergência 

A prefeitura informa, ainda, que deu início à contratação, em caráter emergencial, de uma empresa de engenharia para elaboração de um laudo técnico da estrutura da Ponte dos Barreiros. 

Ocorrerão mergulhos e ensaios no período de até três meses. Em 15 dias deverá ser elaborado um parecer técnico com informações sobre a utilização do equipamento.