Gavião é resgatado após se machucar em arame farpado em São Vicente

Ave foi levada para avaliação clínica no Instituto Gremar, em Guarujá

Um gavião asa de telha foi resgatado por agentes da Guarda Ambiental de São Vicente na última terça-feira (8). O animal foi encaminhado para tratamento e reabilitação após ser localizado com ferimentos.

Clique e Assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe acesso completo ao Portal, GloboPlay grátis e descontos em dezenas de lojas, restaurantes e serviços

Segundo informações da guarnição, agentes da Guarda foram acionados por populares após o gavião ter sido encontrado no interior de um edifício próximo à Praça 22 de Janeiro, no Centro de cidade. A ave 

Após realizar o resgate, os agentes constataram que a ave possuía uma lesão na asa esquerda. Por isso, o gavião foi encaminhado para avaliação clínica no Instituto Gremar, em Guarujá, onde permaneceu para reabilitação.

O gavião asa de telha habita em regiões campestres, sendo comum em áreas de várzeas, manguezais, pastagens, campos de cultivo e campos nativos, como o cerrado e a caatinga. No entanto, seu aparecimento está mais frequente em áreas urbanas, como o Rio de Janeiro, São Paulo e Santos.

Outra característica da espécie é caçar em grupos, coisa pouco comum entre as aves de rapina caçadoras. Fazem parte da alimentação da ave pequenos vertebrados e insetos.

Gaivão foi resgatado no interior de um edifício localizado no Centro da cidade (Foto: Divulgação/Guarda Ambiental)

Guarda Ambiental

Em caso de resgate ou denúncia de cárcere de animais silvestres, o cidadão deve ligar para a Semam, nos telefones (13) 3569-2274 e 99679- 3604, ou para a GCM, no 153.

Tudo sobre: