EDIÇÃO DIGITAL

Quinta-feira

17 de Outubro de 2019

Adolescente cria barbearia na garagem em Praia Grande e viraliza na web

Aos 16 anos, Thayssa Caramez resolveu criar salão em sua garagem no bairro Samambaia e cobrar R$ 2 por corte

Com uma lâmina nas mãos, uma adolescente de Praia Grande está mudando seu futuro profissional. Improvisada em uma garagem, a ‘Barbearia da Thay’ viralizou nas redes sociais após a mãe de Thayssa Santos Caramez, de 16 anos, compartilhar que sua filha estava começando a cortar cabelos masculinos por R$ 2.

Thayssa decidiu montar sua barbearia na garagem de casa, no bairro Samambaia. O espaço, simples, conta apenas com o material essencial para a realização dos cortes: cadeiras de plástico, espelho, alguns produtos para cabelo e navalhas. Com a lateral do cabelo raspada há anos, a jovem explica que sempre frequentou espaços masculinos para conseguir manter o visual, e que isso serviu como motivação parar abrir seu próprio espaço.

"Comecei a me interessar e passei a ver alguns vídeos na internet. De início, comecei treinando no meu padrasto o que estava aprendendo. Aí, surgiu a ideia de montar o salão na garagem, só para treinar", lembra.  A adolescente explica que o valor do corte masculino é de apenas R$ 2, preço que será mantido até dezembro, para custear as lâminas e outros produtos.

Publicação chegou a ter cerca de 35 mil compartilhamentos em menos de 15 dias (Foto: Reprodução/Facebook)

Dona de um salão de cabeleireiro, Gisele Anjos resolveu incentivar a iniciativa da filha com um post na página de seu estabelecimento em uma rede social. O que a família não esperava era que, em menos de 15 dias, a publicação atingisse mais de 85 mil curtidas e cerca de 35 mil compartilhamentos.

"Muitas pessoas apareceram para serem atendidas. Em um desses dias, cheguei a cortar 12 cabelos. Muitos vieram para tirar fotos, conversar, conhecer a história e até mesmo para mostrar aos filhos", comenta a adolescente. Aos poucos, a barbeira foi ganhando apoio de outros profissionais. Ela aprendeu dicas de como fazer os cortes e até ganhou materiais como máquinas e pomadas para finalizar o cabelo dos clientes.

Thayssa ainda cursa o primeiro ano do Ensino Médio e, por isso, só realiza os atendimentos no período da tarde. Mesmo com o sonho de se alistar no Exército, a jovem explica que seguirá na área da beleza. "Eu ainda estou muita feliz, chorei demais, e estou imensamente agradecida a todo mundo que me ajudou, curtiu e está me apoiando".

Jovem cobra R$ 2 para cortar o cabelo de clientes em Praia Grande (Foto: Arquivo Pessoal)
Tudo sobre: