EDIÇÃO DIGITAL

Sábado

15 de Dezembro de 2018

MSC Seaview, 'gigante do mar', aporta nesta quinta-feira no Concais, em Santos

De bandeira italiana, embarcação é a maior a atracar nesta temporada de cruzeiros

A atracação do MSC Seaview de bandeira italiana, a partir das 6h30 desta quinta-feira (6), abre a escala do megatransatlântico no Terminal Marítimo de Passageiros Giusfredo Santini (Concais). O gigante é a estrela na atual temporada de cruzeiros – e um dos responsáveis pelo aumento de 12% na quantidade de passageiros nesta temporada, que vai até 13 de abril de 2019.

A administradora do Concais prevê que a temporada registre até 610 mil passageiros. O volume é similar ao verificado há 10 anos, quando o complexo santista apresentou três anos consecutivos de recorde de movimentação, com a marca de mais de 1,1 milhão de turistas (2010/2011). Depois perdeu público devido à crise, até obter leve recuperação de passageiros embarcados no cais santista no ano passado.

Em apenas quatro dias de operação neste ano, já circularam pelo complexo santista 23 mil passageiros. A quantidade crescerá nos próximos dois meses, quando o terminal passa a receber o maior número de escala dos 11 navios programados.

Outeirinhos

O diretor-presidente do Concais, Flávio Brancato, destaca que a novidade promete ser o Seaview, que aporta nesta quinta pela primeira vez em águas santistas. Ele reconhece que o navio da armadora italiana supera a capacidade de atracação no complexo santista.

O executivo afirma que o “ideal seria que a obra do cais do Outeirinhos” estivesse pronta para acomodar transatlânticos com mais de 300 metros de comprimento. A reforma integrava o Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) para a Copa do Mundo de 2014, mas nunca saiu do papel.

Mesmo assim, o meganavio deve atracar nas imediações do Outeirinhos (por ter condições para acomodá-lo), e será utilizado traslado para desembarque e embarque dos passageiros.

Gigante no mar

Maior em número de leitos a operar no País, a embarcação foi inspirada num conceito arquitetônico com experiência mais próxima ao mar. O Seaview tem 10 metros a menos que o primo mais velho, o MSC Preziosa – até então o maior transatlântico com escalas no País. Contudo, a nova aposta da gigante italiana tem capacidade de acomodação 20% maior.

A oferta de leitos é decorrente da “estrutura futurista” em Y que permite vistas panorâmicas para o mar e amplia a proporção de cabines com varanda. O formato possibilita onze tipologias de cabines. Uma área de passeio com 360º, circundando todo o navio, atua como área animada de lazer, com bares, restaurantes, lojas e piscinas.

Inaugurado em junho passado, o Seaview tem capacidade para 5,3 mil pessoas a bordo – cerca de mil hóspedes a mais que o Preziosa. Com 154 mil toneladas distribuídas em 323 metros de comprimento, 72 metros de altura, a embarcação foi construída no estaleiro italiano de Fincantieri e faz parte da segunda da geração Seaside.

A embarcação integra o plano de investimento da companhia, estimado 13,6 bilhões de euros (R$ 59,55 bilhões), que permitirá expandir a frota para 29 navios até 2027.

Roteiros

O meganavio chegou no domingo em Salvador, sendo a primeira escala do transatlântico no Brasil. Termina nesta quinta a travessia da Europa para a América do Sul, ao atracar no cais santista. Por aqui, ocorrerá evento comemorativo da primeira temporada no País, com a presença da madrinha brasileira da companhia, a apresentadora Xuxa Meneghel.

Até março do próximo ano, terá embarques nos portos de Santos e Salvador, com roteiros de seis e sete noites. A previsão é que o transatlântico deixe amanhã a baia de Santos após as 19 horas.