EDIÇÃO DIGITAL

Terça-feira

11 de Agosto de 2020

Peruíbe e Itanhaém liberam restaurantes, academias e salões de beleza

Cidades do litoral Sul alinham regras locais à mudança de nível da Baixada Santista, anunciada pelo Governo Estadual na sexta-feira (10)

Ao menos duas cidades do litoral Sul já adotam regras que permitem o avanço para a fase amarela do Plano SP, que aumenta a flexibilização de estabelecimentos comerciais  durante a quarentena. Peruíbe e Itanhaém já possibilitar o funcionamento desses setores por seis horas diárias (antes eram quatro horas). E também passam a autorizar a reabertura de bares, restaurantes, academias, salões de beleza e barbearias, para atendimento presencial, com horários reduzidos e segurança sanitária. 

A liberação dos segmentos está amparada na mudança de nível da Baixada Santista, que foi anunciada pelo Governo Estadual na sexta-feira (10). Até a publicação dessa matéria, Mongaguá não havia respondido os questionamentos da reportagem.

Em Itanhaém, o ajuste nas permissões de funcionamento dos setores faz parte do  plano municipal de flexibilização. Com isso, bares, restaurantes, salões de beleza e barbearias terão de respeitar distanciamento social de 1,5 metro, funcionar por seis horas seguidas (com 40% da capacidade), manter uso obrigatório de máscaras de proteção facial e disponibilizar álcool em gel para a utilização de clientes e funcionários.  

As academias têm autorização para funcionar com até 30% de sua capacidade e expediente diário de seis horas, com práticas individuais, protocolos de segurança, agendamento prévio, máscara, limpeza intensificada e restrição dos vestiários.  

Já para eventos, convenções e atividades culturais seguem com os horários reduzidos e devem adoção de medidas sanitárias. O público deverá ficar em assentos com distanciamento, realizar a compra antecipada (venda exclusivamente online para assentos marcados e horários pré-agendados), suspensão do consumo de alimentos e bebidas e controle de acesso.  

Regra similar é aplicada aos hotéis, pousadas e colônias de férias. A abertura do setor está autorizada, impondo limitação em 40% da capacidade do estabelecimento e respeitando os protocolos sanitários. 

Assim como o Estado, a prefeitura de Itanhaém montou estratégias de reabertura em cinco fases apresentadas por cores: vermelha (alerta máximo), laranja (controle), amarela (flexibilização), verde (abertura parcial) e azul (normal controlado). A Cidade só poderá passar por uma reclassificação de etapa – com restrição menor ou maior – após 14 dias do faseamento inicial, desde que mantenha os indicadores de saúde estáveis.  

Para manter o progresso nas fases, serão levados em consideração o cenário de pandemia na Cidade e o comprometimento na capacitação do sistema de saúde; como ocupação de leitos de UTI, variação de internações e óbitos. 

Peruíbe  

Em Peruíbe, o comércio de rua pode funcionar das 12h às 18h com capacidade 40% limitada. Já bares e restaurantes receberam autorização de reabertura, com, no máximo, seis horas diárias. O horário de funcionamento é definido pelo proprietário do estabelecimento, desde que seja fixado em local visível esse período.

Hotéis e pousadas estão autorizados a receber turistas com limite de 30% da sua capacidade de hospedagem. Os estabelecimentos precisam fazer uma triagem na hora que recebem o hóspede. Entre as medidas, aferir a temperatura, fornecem álcool em gel e uso de luvas entre os colaboradores. Já o café da manhã da manhã foi adaptado para os clientes não se servirem todos juntos, de forma que fiquem poucas pessoas no refeitório e com distanciamento entre as mesas. 

Nas academias está permitido apenas a entrada de clientes que fizerem atendimento prévio, para aulas e práticas individuais. Aulas em grupo continuam suspensas. Em nota, a administração assegura que as regras seguem os protocolos padrões e setoriais específicos do Plano SP.

Tudo sobre: