"De Volta a Oz - Wicked In Concert" acontece nesta segunda-feira em São Paulo

Espetáculo relembra o sucesso de "Wicked", musical que ficou em cartaz no Teatro Renault em 2016

Por: Do Estadão Conteúdo  -  10/12/18  -  13:32
  Foto: Marcos Mesquita/Divulgação

Uma indisfarçável insegurança rondava, ainda que em doses menores, osprodutores da T4F, no momento em que escolhiam o espetáculo que deveria ser ogrande sucesso de 2016: será que um musical sobre os antecedentes da clássica OMágico de Oz, ou seja, sobre a origem de Elphaba, a bruxa má, e Glinda, a boa,interessaria ao público brasileiro, apesar do enorme êxito conquistado naBroadway? Não parecia ser uma trama distante demais do nosso cotidiano artístico?


O temor em pouco tempos se revelou injustificável - tão logo estreou no TeatroRenault, em março daquele ano, Wicked logo se consagrou como um dos trabalhosmais admirados pelos fãs nacionais, incentivando a criação de fãs-clubes quetornaram popstars do teatro musical brasileiro as duas protagonistas, Fabi Bang(Glinda) e Myra Ruiz (Elphaba).


"Uma de nossas admiradoras me garantiu ter visto 85 vezes o espetáculo",admira-se Fabi. "E, pelo entusiasmo dela, eu acredito." Foi justamente pensandona devoção desses fãs que Fabi e Myra voltam a se reunir na noite destasegunda-feira (10) para o show De Volta a Oz - Wicked In Concert, que acontece no
mesmo teatro Renault. Trata-se do encontro entre as duas amigas que, além deapresentarem boa parte do repertório do musical, vão também relembrar os momentos
que marcaram a temporada nacional de Wicked.


Assim, com direção de Daniel Salve e direção musical de Jorge de Godoy, o encontro (que também celebra os 15 anos do musical na Broadway e os 2 anos daestreia no Brasil) terá uma orquestra e as duas atrizes vão receber convidados,como Miguel Falabella (que interpretou, durante algumas sessões, o próprio Mágicode Oz), Gabriel Leone (Fiyero) e Adriana Quadros (Madame Morrible). "Há ainda
outras participações especiais e algumas vão emocionar demais o público", anunciaFabi que vai apresentar, ao lado de Myra, canções como O Mágico e Eu, Desafiandoa Gravidade, Ódio, Popular, Venha Ver, Não É Pra Mim e For God, entre outras.



Algumas músicas tiveram de ficar de fora pois têm uma função decisiva na
narrativa. "Fora de contexto, elas ficam estranhas", explica ainda Fabi que,
grávida de sete meses, vai se dedicar, depois do show, exclusivamente ao
nascimento de Isabel. "Mas, como não consigo ficar muito tempo longe do palco,
pretendo voltar em novo trabalho já no segundo semestre de 2019."


"Trabalhar emWicked representou uma grande fase de amadurecimento profissional e pessoal",conta Myra. "Esse musical me ensinou a ter confiança para tomar atitudes queantes sempre eu temia. E, no campo artístico, a entender a importância dessetrabalho e de como ele pode influenciar muitas pessoas".


De fato, ao pintar apele de verde antes de cada espetáculo, Myra não apenas assumia uma novapersonalidade como revela aspectos da sua própria, em uma fusão que uniapersonagem e atriz.


"Essa era nossa resposta aos críticos das franquias internacionais, aqueles que
diziam que esse tipo de trabalho é considerado engessado, pois copia o originalamericano", rebate Fabi. "Ao longo dos ensaios, conversávamos com a diretora LisaLeguillou, que aceitava nossas sugestões que deixavam o espetáculo maisbrasileiro." Um desses detalhes, o beijinho no ombro que Glinda fazia durante omusical, inspirou diversas discussões. Lisa não via naquele gesto, consagrado porValesca Popozuda, algo que agradasse ao público. "Não vai funcionar", dizia elaque, durante as festas de carnaval, jurou não ter visto ninguém reproduzindo talmovimento. Insistente, Fabi conseguiu a aprovação da americana, mas com umacondição: se falhasse já na primeira encenação, o gesto não mais seria repetido.As gargalhadas e o aplauso da plateia convenceram Lisa a incorporar a cena aoespetáculo.


Apesar do sucesso desses personagens, Fabi e Myra mostram que seu talento vai
além: enquanto a primeira planeja sua volta no segundo semestre, Myra ensaia o
musical Meu Destino É Ser Star, com canções de Lulu Santos e com previsão deestreia em 19 de janeiro, no Rio.



Serviço


De Volta a Oz - Wicked in Concert
Teatro Renault. Av. Brigadeiro Luis Antonio,411.
Segunda-feira (10), às 21h.
Ingressos: R$ 90 a R$ 160.


Logo A Tribuna