Circo dos Sonhos traz atrações variadas a Praia Grande

Comandado por Marcos Frota, o espetáculo "Alakazan, a Fábrica Mágica", inova respeitando a tradição circense

Por: Ronaldo Abreu Vaio  -  15/01/22  -  09:21
A tecnologia é fundamental para melhorar o espetáculo, mas a essência circense é mantida
A tecnologia é fundamental para melhorar o espetáculo, mas a essência circense é mantida   Foto: Divulgação

Respeitável público, o circo chegou. Aliás, esta é a sina de qualquer circo, desde que o mundo existe: chegar, encantar e partir. Vamos falar sobre isso mais abaixo. Por ora, saibam que O Circo dos Sonhos, comandado por Marcos Frota, já está em Praia Grande, em frente ao Litoral Plaza Shopping, em temporada até 27 de fevereiro, com o espetáculo Alakazan - A Fábrica Mágica.


Clique, assine A Tribuna por apenas R$ 1,90 e ganhe centenas de benefícios!


“Tem a estrutura de um musical, elementos de dança, da própria música, do teatro. É como se fosse um musical circense: são números tradicionais de circo, mas repaginados”, explica Vicente Frota Neto, irmão de Marcos Frota e responsável pela produção e comunicação do Circo dos Sonhos.


Dirigido por Rosana Jardim, o espetáculo conta, através dos números circenses bem conhecidos do público e que envolvem uma grande dose de magia, a história do duelo entre os personagens Alan e Kazani. Os dois disputam a atenção da pequena Ly, uma criança curiosa que toca e fotografa tudo ao seu redor. À medida que a menina vive a sua rotina, a mágica e o encanto se cristalizam.


Moderno e tradicional
A entrevista com Vicente foi ao telefone. Ao fundo, ouviam-se sons típicos, bruscos ou estridentes, de grandes estruturas sendo erguidas. “A gente está no meio da montagem”, alertou. Mas, ao contrário dos circos de antigamente, os aparatos para se colocar de pé a lona, e principalmente pensar e viabilizar o que irá acontecer no picadeiro, têm o apoio fundamental da tecnologia.


“É surpreendente fazer circo hoje. Muito diferente de 20 anos atrás. A iluminação é outra, o som é outro... A parte elétrica é fundamental. A gente tem recursos que nos permitem, por exemplo, ter um um palco elevadiço. A tecnologia oferece ainda mais segurança ao próprio espetáculo”.


Mas se o circo abraçou o futuro, continua com os pés ainda bem cravados no passado. Não em um passado que já se perdeu e não faz mais sentido, mas naquele das memórias afetivas. Pois sob o verniz tecnológico, o público reconhece facilmente os números que sempre encantaram as gerações.


“As pessoas vão para comer pipoca, viver momentos alegres. Eu vou o circo como um movimento de resgate. O avô levava o pai, que deseja reproduzir isso com o filho”, analisa Vicente.


Ele mesmo já se pegou surpreso com plateias de até 500 pessoas em uma única sessão. Mas será apenas esse o segredo da longevidade da arte circense ou haverá algo a mais?


“Ele tem algo inexplicável. Talvez essa magia venha do aspecto nômade, que também é a essência humana. de mudar. O circo é um tapete voador, ele chega, toma conta de uma cidade, distribui magia, alegria, depois desmonta tudo e vai embora”.


Serviço
Circo dos Sonhos Alakazan - A Fábrica Mágica

De terça a quinta-feira, às 19 horas, Sextas, sábados, domingos e feriados, às 19 e 21 horas.

Local: Litoral Plaza Shopping (Av. Ayrton Senna, 1.511)

Ingressos: a partir de R$ 30,00 (com meia-entrada para crianças de 2 a 12 anos e pessoas acima de 60 anos) podem ser adquiridos na bilheteria do circo, de terça a domingo, das 13 às 21 horas, ou on-line, com promoção às terças e quintas. Informações: (11) 2076-0087 ou (11) 99777-7177


Logo A Tribuna